Jogador brasileiro é vítima de racismo e jogo é paralisado na Itália

Ele avisou o árbitro da partida entre Atalanta e Fiorentina, que interrompeu o jogo aos 31 minutos do primeiro tempo

Jogador brasileiro DalbertJogador brasileiro Dalbert - Foto: Vincenzo Pinto / AFP

O lateral-esquerdo brasileiro Dalbert, da Fiorentina, se tornou neste domingo (22) a mais nova vítima de racismo no futebol italiano. Torcedores do Atalanta evocaram cantos ofensivos e preconceituosos contra o brasileiro de 26 anos.

Ele avisou o árbitro da partida entre Atalanta e Fiorentina, que interrompeu o jogo aos 31 minutos do primeiro tempo. O sistema de som do estádio emitiu um aviso sobre a proibição de cantos ofensivos, e o jogo retomou três minutos depois, terminando empatada por 2 a 2.

Dalbert teve passagens pelas divisões de base do Barra Mansa, Flamengo e Fluminense, mas sua carreira profissional começou no ano de 2013 em Portugal, onde defendeu as cores do Acadêmico de Viseu e do Vitória de Guimarães.

Leia também:
Novo Código da Fifa permite fim de jogos em caso de racismo
Rondón sofreu com racismo e foi goleador na Inglaterra

Em 2016, se transferiu para o francês Nice e foi comprado no ano seguinte pela Internazionale de Milão, que nesta temporada o emprestou para a Viola. Com o resultado do jogo de hoje, a Atalanta está na quinta posição do Campeonato Italiano, com sete pontos, enquanto a Fiorentina é a lanterna da competição, com apenas dois pontos.

Veja também

São Paulo goleia o Taboão por 29x0 pelo Paulista feminino
Futebol feminino

São Paulo goleia o Taboão por 29x0 pelo Paulista feminino

Na Ressacada, Sport empata com Avaí no primeiro jogo das oitavas
Copa do Brasil sub-20

Na Ressacada, Sport empata com Avaí no primeiro jogo das oitavas