Ajuda

Jogador brasileiro morre na França e família cria vaquinha para trazer corpo ao país

'Nosso grande guerreiro e atleta Iago Victor faleceu no dia 27/02 na cidade de Nice, fazendo o que ele mais amava, jogar bola', diz a descrição da campanha de financiamento coletivo

Natural de Brasília, Iago foi para a França em 2019 após encerrar contrato com um clube de PortugalNatural de Brasília, Iago foi para a França em 2019 após encerrar contrato com um clube de Portugal - Foto: Reprodução/O Globo

O jogador brasileiro Iago Victor morreu em Nice, na França, no último domingo, dia 27. Agora sua família pede ajuda para arrecadar fundos para trazer o corpo do meia-atacante ao Brasil por meio de uma campanha de financiamento coletivo no site Vakinha. A meta é receber cerca de R$ 70 mil. Até o momento, foram doados quase R$ 22 mil.

"Nosso grande guerreiro e atleta Iago Victor faleceu no dia 27/02 na cidade de Nice, na França fazendo o que ele mais amava, jogar bola", diz a descrição. 

"Para que família e amigos possam fazer uma grande despedida a altura da grandeza que esse garoto iluminado e destemido sempre expressou naturalmente, precisamos arrecadar um alto valor em um curto espaço de tempo para que sua repatriação (processo de vinda da França para o Brasil) seja feito o quanto antes. Portanto se você puder, colabore com a Vakinha da repatriação do Iago", acrescenta.
 

Natural de Brasília, Iago foi para a França em 2019 após encerrar contrato com um clube de Portugal, onde ele morava com a noiva. Em Nice, dividia residência com um amigo, que já estava no país havia muitos anos, e fazia testes para entrar em algum time.

Veja também

Roberto cita "covardia" de árbitro em pênalti contra o Náutico
Futebol

Roberto cita "covardia" de árbitro em pênalti contra o Náutico

Com gol nos acréscimos e pênalti polêmico, Náutico empata com Tombense
Futebol

Com gol nos acréscimos e pênalti polêmico, Náutico empata com Tombense