Futebol

Jogador, treinador e agora diretor: Givanildo analisa terceiro desafio pelo Santa

Profissional já foi atleta do Tricolor e comandou a equipe em seis oportunidades; agora, assume função de dirigente

Givanildo OliveiraGivanildo Oliveira - Foto: Mourão Panda/América Mineiro

A parceria entre Santa Cruz e Givanildo Oliveira é antiga. Começou na época em que o pernambucano dava seus primeiros passos como jogador de futebol, no final dos anos 60. Depois, como treinador, trabalhou na equipe em nada menos do que seis oportunidades nos últimos 30 anos. Agora, o profissional assume o posto de diretor técnico coral. 

“Já fui jogador, treinador e agora estou nesta função. Vou abraçar com todo o conhecimento. O que eu não conhecer, vou perguntar. Sempre com respeito aos jogadores, funcionários, a torcida e ao clube”, afirmou, em sua apresentação oficial no cargo.

Por maior que seja a relação de carinho com o Santa, clube em que ganhou sete títulos do Pernambucano como atleta e um como treinador, Givanildo contou que não foi uma decisão fácil. Principalmente por se tratar de um novo posto.

“Foi com muita alegria que recebi o convite, mas também pensei bastante. Foram três dias vendo se era isso que eu queria ou se era melhor esperar mais um tempo para treinar algum time. Minha promessa inicial era de esperar até o final do ano e, se não aparecesse nada, eu pararia”, explicou. 

“Vou tentar ajudar o clube, principalmente neste momento. É a primeira vez que trabalho nessa parte, então o conhecimento não é total, mas tenho pela minha maneira de trabalhar como treinador. Eu estava sempre preocupado com tudo, não somente treinar. Sei que isso vai ajudar bastante”, completou.

Veja também

Tite promete novas mudanças no Brasil e critica gramado do Nilton Santos
Seleção Brasileira

Tite promete novas mudanças no Brasil e critica gramado do Nilton Santos

Veja os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil
Sorteio

Veja os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil