Jogadores corais lamentam erros do segundo tempo

Tricolor segurou o 0x0 até 5 minutos da etapa final, quando foi vazado após tento de Roger

Jayme Asfora é vereador do Recife pelo PMDBJayme Asfora é vereador do Recife pelo PMDB - Foto: Arthur Mota/Folha PE

O Santa Cruz conseguiu segurar a Ponte Preta por 50 minutos. Passou todo o primeiro tempo tentando impedir as investidas da Macaca, mas logo aos cinco da etapa final o time sucumbiu a pressão. No final, saiu derrotado por 3x0, no Moisés Lucarelli, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Visivelmente chateados, os jogadores corais lamentaram mais um tropeço coral no torneio, o 20º em todo o Brasileirão.

"Mais uma vez nós erramos (no segundo tempo) em alguns lances e tomamos os gols. É complicado falar da situação, mas quarta-feira nós temos mais um jogo e vamos tentar jogador melhor do que jogamos hoje para vencer", afirmou Grafite.
Tiago Cardoso, que substituiu Edson Kolln no gol coral, frisou a dificuldade de o time chegar ao ataque como um dos problemas na partida.

“Não conseguimos chegar com força ao ataque no primeiro tempo, mas conseguimos segurar o 0 a 0. Esperávamos um segundo tempo diferente, para sufocarmos a equipe da Ponte Preta. Infelizmente nossa equipe não foi capaz. Perdemos muitas divididas. Tivemos desatenção e deu no que deu”, apontou.

Veja também

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"
Santa Cruz

Com classificação encaminhada, Martelotte garante seriedade: "Não vamos relaxar nem desconcentrar"

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica de 27 pontos na competição
Série C

Santa Cruz vence Botafogo/PB por 1 a 0 e alcança marca histórica