Novak Djokovic

Juiz australiano fará audiência de emergência sobre caso Djokovic

O visto foi novamente cancelado pelo governo nesta sexta (14)

Tenista sérvio Novak DjokovicTenista sérvio Novak Djokovic - Foto: Giuseppe Cacace/AFP

O juiz que bloqueou a expulsão do tenista sérvio Novak Djokovic da Austrália programou uma audiência de emergência para esta sexta-feira (14), depois de o governo cancelar o visto do atleta pela segunda vez.

"Uma audiência será realizada esta noite, às 20h45 locais com o juiz Anthony Kelly", disse um porta-voz do tribunal em um comunicado.

O visto foi cancelado pelo governo nesta sexta, em sua batalha para deportar Djokovic por não estar vacinada contra a Covid-19
 

Em um comunicado, o ministro da Imigração, Alex Hawke, disse ter tomado esta decisão por motivos de "saúde e ordem pública". Este cancelamento implica que Djokovic pode ter sua entrada proibida no país por três anos, exceto sob certas circunstâncias.

De acordo com o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, o objetivo é proteger o resultado dos sacrifícios feitos pelos cidadãos de seu país contra o coronavírus.

"Os australianos fizeram muitos sacrifícios durante esta pandemia e esperam, como é lógico, que o resultado desses sacrifícios seja protegido", afirmou Morrison em um comunicado divulgado hoje.

Veja também

Brasileiros atingem top 6 no Mundial Paralímpico de esportes na neveMundial

Brasileiros atingem top 6 no Mundial Paralímpico de esportes na neve

Santos Dumont receberá pela primeira vez o Troféu José FinkelNatação

Santos Dumont receberá pela primeira vez o Troféu José Finkel