Juiz que chutou brasileiro tem pena aumentada na França

Em fevereiro, Tony Chapron havia sido punido por três meses, tendo sido aumentada a pena para oito meses

Árbitro mostra cartão vermelho para Diego Carlos, do NantesÁrbitro mostra cartão vermelho para Diego Carlos, do Nantes - Foto: LOIC VENANCE / AFP

O árbitro Tony Chapron teve punição aumentada nesta sexta-feira (23) por chutar o zagueiro brasileiro Diego Carlos durante partida pelo Campeonato Francês. A pena passou para oito meses (ele já cumpriu dois meses) após recurso na Federação Francesa de Futebol.

Em fevereiro, Chapron havia sido punido por três meses. Ele entrou com apelação em fevereiro, mas a suspensão aumentou. Desta forma, Chapron não apitará mais os jogos do Francês. Esse seria seu último ano como árbitro. Chapron tem 45 anos.
O incidente aconteceu em janeiro, na partida do PSG contra o Nantes. A agressão ao zagueiro do Nantes ocorreu durante um contra-ataque do PSG, nos últimos segundos da partida.

Chapron corria em direção ao gol do Nantes quando cruzou com Diego Carlos, que derrubou o árbitro de maneira involuntária.

Ainda no chão, Chapron tentou chutar o brasileiro propositalmente estendendo a perna.
Após uma breve troca de palavras, o árbitro, que também é policial, mostrou um segundo cartão amarelo para o brasileiro, que acabou expulso de campo.
Posteriormente, o Comitê Disciplinar do Campeonato Francês invalidou o cartão vermelho dado ao atleta, liberando Diego para o jogo seguinte. Na época, Chapron pediu desculpas ao jogador.

Veja também

Gianni Infantino, presidente da Fifa, é diagnosticado com Covid-19
Futebol

Gianni Infantino, presidente da Fifa, é diagnosticado com Covid-19

Santa estende vínculo de Didira até o final da Série C com prorrogação automática
Santa Cruz

Santa estende vínculo de Didira até o final da Série C com prorrogação automática