Júlio César chega abençoado pela amizade de Grafite

Novo contratado dos tricolores foi apresentado oficialmente, ontem, e revelou sua relação com o ex-ídolo do clube

Atacante promete boa briga por vaga no setor com Pitbull e Everton Santos. “Quem vai ganhar é o clube”Atacante promete boa briga por vaga no setor com Pitbull e Everton Santos. “Quem vai ganhar é o clube” - Foto: Jamil Gomes/divulgação

 

Enquanto as conversas com o Santa Cruz seguiam em processo de evolução, o atacante Júlio César sentiu a necessidade de uma referência positiva do possível novo destino.

Seu futuro na temporada 2017 estava em jogo. O recifense, de 37 anos, então, procurou o também experiente e centroavante - mas, agora, ex-Tricolor - Grafite. Ambos se conheceram nos Emirados Árabes, em meio às partidas do Al-Shabab e Al-Ahli.

Destino que se cruzou também no Catar, no ano de 2015. A “benção” foi dada da melhor forma possível, e o Arruda se tornou uma realidade semanas depois. Ontem, apresentado oficialmente como novo atleta coral, a história foi revelada.
“Eu e o Grafite jogamos contra várias vezes. Nos Emirados, ele jogava no Al-Ahli e eu, no Al-Shabab. Tempos depois, atuamos contra também no Catar, quando o Grafite era do Al-Sadd. Realmente conversei com ele antes de acertar tudo com o Santa Cruz. As referências dadas foram as melhores possíveis e eu me senti seguro em vir para o clube. De fato, este time é um dos maiores do Nordeste “, contou o atleta, que deu seus primeiros passos no futebol nas categorias de base do Sport.

Sua história no Oriente Médio começou em 2009 e terminou com o acerto este ano para o Santa. Durante os sete anos fora do Brasil, Júlio Cesar também jogou em Portugal, e acumulou no currículo passagens por: Paços Ferreira, Sanjoanense, Operário e Santa Clara. “Eu também achei que seria a hora de voltar (para o Brasil). Retorno para a minha terra natal e lugar melhor não tem. Estou muito feliz aqui no clube e ansioso para atuar. Cheguei há duas semanas e já me sinto em casa”, disse Júlio Cesar. No Brasil, ele atuou por Campinense, Treze, Atlético/PR e Atlético/MG.

Concorrência
Chegando com a temporada em andamento, Júlio enfrentará uma situação de concorrência. Isso porque, no ataque, Halef Pitbull já marcou quatro gols no ano, e Éverton Santos tem feito boas atuações, inclusive com tentos marcados. O novo reforço, porém, destaca que as metas do clube são mais importantes.

“Concorrência sempre é bem vinda em direção aos interesses do clube. Fico muito feliz pelo momento deles, mas é isso, cada um buscando seu espaço, mas lembrando que o objetivo final são os interesses do clube”, afirmou, pouco antes de revelar suas condições para atuar.

“Só posso responder so­bre a minha condição física e técnica com uma sequência de jogos. Estou doido para dar minha parcela de contribuição. Há duas semanas treino com o grupo e estou à disposição para jogar.”

 

Veja também

Náutico perde por 2x0 para a Ponte Preta, pela Série B
Futebol

Náutico perde por 2x0 para a Ponte Preta, pela Série B

Confira, em tempo real, os lances de Santa Cruz x Brusque
Série C

Confira, em tempo real, os lances de Santa Cruz x Brusque