Série A

Keno marca três, Atlético-MG bate o Atlético-GO e vira líder

Autor de três gols na noite dos sábado (19), o atacante foi o melhor em campo

Keno comemora gol pelo Atlético-MGKeno comemora gol pelo Atlético-MG - Foto: Atlético-MG/Divulgação

Com três gols de Keno, o Atlético-MG venceu o Atlético-GO por 4 a 3, na noite deste sábado (19), pela 11ª rodada, e assumiu a liderança do Brasileirão 2020. Nathan fez o outro gol do Galo no estádio Olímpico de Goiânia. Oliveira, Gustavo Ferrareis e Gilvan fizeram para o time da casa.
Com o resultado, o Galo ultrapassa o Internacional e chega à primeira posição do Campeonato Brasileiro, com 21 pontos. O Atlético-GO é o 11º, com 12. Os mineiros jogam contra o Grêmio na próxima rodada, no Mineirão, e o Dragão enfrentará o Botafogo, em Goiânia.

O MELHOR: KENO

Autor de três gols nesta noite, o atacante foi o melhor em campo. Ele balançou a rede de Jean em cobrança de pênalti e, na sequência, aproveitou um vacilo da defesa para deixar o time visitante em vantagem. Ele ainda aproveitou um cruzamento de Mariano para marcar de cabeça. O jogador foi, sem dúvidas o melhor em campo no jogo desta noite.

O PIOR: ÉDER

Éder não fez uma partida convincente. O zagueiro vacilou ao tentar impedir Keno nas jogadas e deixou o time adversário criar com tranquilidade pelo lado esquerdo do setor ofensivo do Galo. O defensor vacilou demais no jogo ocorrido em Goiânia.

NATHAN VOLTA A MARCAR GOL PELO ATLÉTICO-MG

Principal nome de Sampaoli na Cidade do Galo, Nathan voltou em alta à equipe. Escolhido pelo técnico para a vaga de Allan, o meio-campista deixou a sua marca na partida ocorrida na noite deste sábado. Ele contou com passe de Savarino para estufar a rede adversária no duelo deste fim de semana.

OLIVEIRA, FERRAREIS E GILVAN MARCAM PARA O ATLÉTICO-GO

Oliveira, ainda no primeiro tempo da partida, marcou um golaço em Everson. O jogador acertou um belo chute de fora da área e celebrou o tento. Gustavo Ferrareis recebeu de Janderson e deixou a sua marca no estádio Olímpico de Goiânia. Nos minutos finais, Gilvan deixou a sua marca de cabeça.

ATLÉTICO-MG DOMINA E CRIA AS MELHORES CHANCES

Depois de um primeiro tempo em que o mandante teve mais volume de jogo, o Atlético-MG passou a dominar a partida e criou as melhores oportunidades. O time de Jorge Sampaoli aproveitou a lateral esquerda, ocupada por Guilherme Arana, para chegar ao setor ofensivo. Os mineiros fizeram um jogo de velocidade, sobretudo com Keno, autor de três gols, para criar chances nesta noite.

ATLÉTICO-GO
Jean; Dudu (Gilvan), Éder, João Victor e Nicolas; Oliveira (Matheus Vargas), Edson e Chico; Janderson (Matheuzinho), Ferrareis (Everton Felipe) e Renato Kayzer. Técnico: Vagner Mancini

ATLÉTICO-MG
Everson; Guga (Igor Rabello), Alonso, Réver e Guilherme Arana; Allan (Nathan), Jair e Alan Franco; Savarino (Mailton), Keno (Savinho) e Eduardo Sasha (Mariano). Técnico: Jorge Sampaoli

Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO)
Árbitro: Edina Alves Batista (Fifa/SP)
Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa/SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho (SP)
Assistentes do VAR: Salim Fende Chavez (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)
Cartão amarelo: Renato Kayzer, Edson (Atlético-GO)
Gol(s): Oliveira, aos 20 minutos do 1º tempo (1-0); Keno, aos 7 minutos do 2º tempo (1-1); Gustavo Ferrareis, aos 10 minutos 2º tempo (2-1); Nathan, aos 14 minutos do 2º tempo (2-2); Keno, aos 19 minutos do 2º tempo (2-3); Keno, aos 32 minutos do 2º tempo (2-4); Gilvan, aos 38 minutos do 2º tempo (3-4).

Veja também

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'
Manifestação

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'

Champions League abre nova década com favoritismo espanhol no passado
Futebol

Champions League abre nova década com favoritismo espanhol no passado