Futebol

Kevyn pede rescisão contratual do Náutico

Via Justiça, lateral-esquerdo conseguiu liberação do clube ao alegar atraso em pagamentos salariais

Kevyn, lateral do NáuticoKevyn, lateral do Náutico - Foto: Tiago Caldas/CNC

Há poucos dias, o técnico Hélio dos Anjos afirmou que o Náutico não estava com pressa em trazer um lateral-esquerdo, já que o clube tinha um nome da posição e podia contar com as improvisações de outros dois atletas. Esse cenário, contudo, está prestes a mudar. Titular do setor em 2020, Kevyn conseguiu, por meio de liberação judicial, a rescisão contratual com o Timbu. O Alvirrubro vai recorrer da decisão.

No documento, assinado pela juíza Marília Leal Montenegro Spinelli, da 1ª Vara do Trabalho do Recife, está estipulado que o valor da causa a ser paga pelo Náutico é de R$ 70.050,68. O montante é referente a atrasos salariais, de 13º e recolhimento do FGTS. A decisão, proferida na última sexta (19), indica que o jogador pode assinar com outra equipe sem ter de esperar o fim do contrato com o Timbu, que se encerrava no final de dezembro.

Formado nas categorias de base do Náutico, Kevyn foi campeão pernambucano pelo clube em 2018. Após deixar a equipe para jogar por Salgueiro e Resende/RJ, o atleta voltou ao Timbu em agosto de 2020. Na Série B passada, atuou em 20 partidas.

De acordo com o vice-presidente jurídico do clube, Bruno Becker, parte das informações alegadas pelo atleta não são verdadeiras. "Temos um valor em atraso quanto ao 13º e o FGTS, mas não devemos salários. Ainda não fomos notificados oficialmente, mas no final da tarde o clube deve publicar uma nota sobre o assunto. De antemão, posso dizer que vamos recorrer porque a situação não é motivo para rescisão indireta", alegou.

Atualização

 
Em nota, o Náutico se pronunciou sobre o assunto.
 
O Clube Náutico Capibaribe foi surpreendido, na manhã desta segunda-feira (22), com uma liminar, expedida pela Justiça do Trabalho, que rescinde o contrato com o lateral Kevyn, alegando possíveis salários atrasados.
 
Ressaltamos que o Náutico não possui salários em aberto com Kevyn ou qualquer outro atleta do elenco. Esta gestão, que assumiu o clube em janeiro de 2018, vem lutando desde então para honrar com todos os compromissos com o elenco e vem conseguindo de maneira exitosa. O último vencimento em aberto, referente ao mês de janeiro, foi pago na primeira quinzena deste mês. O que há pendente, por parte do clube, é o pagamento de 5/12 referente ao 13° de 2020. Os depósitos do FGTS, que estavam em atraso, foram quitados nesta segunda-feira.
 
Kevyn retornou ao Náutico em agosto de 2020. Nos Aflitos, o lateral encontrou as portas abertas para resgatar o seu futebol e vinha conseguindo alcançar tal objetivo. O caso, agora, será avaliado pelo departamento jurídico do Náutico, que irá recorrer da decisão.
DocumentoEscreva a legenda aqui

Veja também

Em live, Joaquim Bezerra anuncia três reforços para a temporada 2021 do Santa Cruz
Santa Cruz

Em live, Joaquim Bezerra anuncia três reforços para a temporada 2021 do Santa Cruz

Kieza marca, Náutico vence mais uma e lidera o Pernambucano
Campeonato Pernambucano

Kieza marca, Náutico vence mais uma e lidera o Pernambucano