Futebol

Kieza brinca sobre possível disputa da artilharia com Mikael e Walter

Centroavante alvirrubro foi o artilheiro do Pernambucano 2021, com 10 gols

Kieza, atacante do NáuticoKieza, atacante do Náutico - Foto: Tiago Caldas/CNC

 “O recado é para eles virem devagar”. Foi em tom de brincadeira que o atacante Kieza comentou uma possível disputa pela artilharia do Campeonato Pernambucano 2022 com outros dois atacantes que pretendem briga pelo posto de goleador: Walter, do Santa Cruz, e Mikael, do Sport. O jogador alvirrubro foi o artilheiro da edição passada do torneio, com 10 gols, e quer repetir o feito nesta temporada.

“Sempre almejo artilharia, entrando nas competições para fazer o maior número de gols possível. Espero fazer os gols que todos esperam. Ano passado, eu até poderia fazer mais no Estadual. Neste ano, vou procurar entrar focado para fazer meu trabalho da melhor forma. Sobre eles (Walter e Mikael), o recado é para eles virem devagar (risos). Sei que são grandes jogadores, bons finalizadores. Tenho respeito imenso, mas vamos disputar bem (a artilharia)”, apontou, brincando ainda com as cobranças que recebe do técnico alvirrubro, Hélio dos Anjos.

“Ele pega no pé. Nos meus vídeos de recuperação, ele já falava que eu tinha de voltar e que não podia marcar menos de 10 gols. É o estilo Hélio dos Anjos. Gosto dessa cobrança, ela me faz bem. Se não me cobrar, eu não rendo o que posso. Isso é bom para o nosso crescimento”, contou. 

O “devagar” de Kieza tem sentido. Diferente dos demais concorrentes, o atleta deve esperar um pouco para estrear no Pernambucano. O jogador não deve começar jogando as primeiras partidas do Náutico no torneio, já que ainda está na fase final de recondicionamento físico após se recuperar de uma lesão no tendão de Aquiles, sofrida em julho do ano passado.

“Foi a primeira vez na minha carreira que fiquei mais de três meses sem jogar, ficando seis, sete. Mas procurei manter a cabeça boa. Hoje, eu me sinto bem, tranquilo e quero voltar. Estou ansioso para entrar em campo e ajudar os companheiros. Por mim, até jogaria na estreia, mas precisamos de precaução. Não vou passar por mim dos médicos e do treinador. A gente fica nervoso porque é ‘fominha’, quer disputar, mas entendemos e vamos fazer tudo da melhor forma possível para não machucar novamente”, alertou.

 

Veja também

Lyon vence Barcelona e conquista Liga dos Campeões feminina mais uma vez
Futebol Europeu

Lyon vence Barcelona e conquista Liga dos Campeões feminina mais uma vez

Retrô vence Icasa e Afogados perde de virada para o Sousa
Futebol

Retrô vence Icasa e Afogados perde de virada para o Sousa