Futebol

Kleina cita necessidade de melhorar lado emocional do Náutico

Próximo desafio do Timbu na Série B do Campeonato Brasileiro 2020 é contra o Oeste, terça (20), na Arena Barueri

Náutico x América/MGNáutico x América/MG - Foto: Pedro Vale/Foto FC

O Náutico vive um processo de reformulação, com chegadas e saídas de atletas, além da busca por um novo gerente de futebol, após a demissão de Ítalo Rodrigues. Em meio a isso, o técnico Gilson Kleina precisa extrair do grupo uma reação rápida, já que o Timbu está próximo da zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro, na 16ª posição, com 15 pontos. Na visão do treinador, o Timbu, além de uma evolução técnica, precisa trabalhar o lado psicológico.

“Quando a gente passa por um momento difícil como esse que estamos passando, uma das coisas que a experiência me pede é a gente simplificar. Então a gente está tentando extrair o melhor de cada atleta e as suas características. A conversa é muito importante, ora coletiva, ora individual, porque nesse momento tem jogadores que crescem e tem jogadores que sentem. A personalidade do jogador é importante. O fato de colocar mais pressão onde existe pode gerar um bloqueio”, afirmou.

“O lado emocional é muito importante, então é uma coisa que a gente também está cuidando, conversando com os atletas, dizer que nós temos que competir do início ao fim, não desistir nunca, jamais. Se acontecer da gente sair atrás, nós temos condições de superar e reagir. Isso já aconteceu com a gente no campeonato. Saímos atrás contra o Guarani, mas conseguimos nossa primeira vitória fora de casa. Temos ingredientes que mostram que nosso time pode se superar”, completou.

O treinador também elogiou a chegada do atacante Vinícius. O jogador trabalhou com Kleina em outras três oportunidades, no Palmeiras, Coritiba e Criciúma.“Precisávamos de mais um ponta. Só tínhamos Dadá e Thiago com essa característica. Utilizamos muito o meia-atacante para fazer essa situação. Com a lesão do Dudu, que poderia fazer três situações, Vinícius vem para agregar. Ele pode jogar centralizado ou pelos lados. Tem drible em movimento, finalização, leitura tática e vai nos ajudar”, finalizou. 

Veja também

São Paulo goleia o Taboão por 29x0 pelo Paulista feminino
Futebol feminino

São Paulo goleia o Taboão por 29x0 pelo Paulista feminino

Na Ressacada, Sport empata com Avaí no primeiro jogo das oitavas
Copa do Brasil sub-20

Na Ressacada, Sport empata com Avaí no primeiro jogo das oitavas