Klopp dispara contra uso do VAR pela arbitragem após clássico

O gol do Manchester United, Rashford, virou alvo de polêmica, que foi precedido por uma possível falta de Lindelof em Origi. O árbitro Martin Atkinson não marcou e, depois do gol, o VAR não corrigiu sua decisão

Klopp, técnico do LiverpoolKlopp, técnico do Liverpool - Foto: Paul Ellis/AFP

O técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, não gostou nada do resultado de 1 a 1 que sua equipe teve contra o Manchester United, e disparou em direção à arbitragem e ao uso do VAR. A equipe é líder do Campeonato Inglês, e deixou de conquistar pontos pela primeira vez na competição.

O gol do Manchester United, Rashford, virou alvo de polêmica, que foi precedido por uma possível falta de Lindelof em Origi. O árbitro Martin Atkinson não marcou e, depois do gol, o VAR não corrigiu sua decisão.

Na coletiva de imprensa, Klopp se enfureceu: "Para mim, foi falta clara. O problema do VAR é que o árbitro deixa seguir a ação do gol do United, porque se achou que o VAR corrigiria a jogada, e depois o VAR não mudou. Não faz sentido. Para mim, fio falta clara. Quando o árbitro consultou a tecnologia, estava certo de que o gol de Rashford seria anulado."

Leia também:
Manchester United busca recuperar autoestima através da Liga Europa
Gabriel Jesus marca, City vence e se firma como 'perseguidor' do Liverpool
Liverpool mantém 100% graças a pênalti nos acréscimos

"Tudo bem ter o VAR. Com os acontecimentos fora da jogada e com as mãos, ele deixa as coisas mais claras. Mas não para ações em que o árbitro deveria apitar, mas sabe que tem o VAR como apoio. Quando acaba a ação, o VAR pode considerar que a infração não foi grave o suficiente e aí mora o problema. Se é falta, é falta", opinou o técnico.

O Liverpool tem 25 pontos em 9 partidas do Inglês, seguido por Manchester City e Leicester. O United é apenas 13º.

Veja também

Fluminense tem surto e nove jogadores testam positivo para Covid-19
Coronavírus

Fluminense tem surto e nove jogadores testam positivo para Covid-19

Novo Barcelona de Koeman estreia na Liga espanhola disposto a virar a página
Futebol

Novo Barcelona de Koeman estreia na Liga espanhola disposto a virar a página