A-A+

Lanterna do Grupo B, Santa inicia Nordestão diferente dos últimos dois anos

Campanha de 2019 teve início balanceado com empate, derrota e uma vitória, esta ocorrida em cima do ABC

Paulinho, volante do Santa CruzPaulinho, volante do Santa Cruz - Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Com retrospecto inversamente proporcional às campanhas dos dois últimos anos, o Santa Cruz iniciou a temporada com saldo negativo e, mesmo mostrando empenho para superar as limitações técnicas, ainda não conseguiu triunfar na Copa do Nordeste 2020. Os resultados certamente são reflexo do que o clube vem enfrentando fora das quatro linhas, nesse contexto, principalmente devido às dificuldades para montar um elenco consistente para as competições. Com um empate, duas derrotas e nenhum gol marcado até então no certamente regional, a ressaltada garra dentro de campo pode não ser suficiente para uma temporada que começa sendo ainda mais desafiadora.

O botão de “start” para 2020 já foi apertado, mas o Santa Cruz parece ainda não ter deixado a pré-temporada de lado. Se no Campeonato Pernambucano o time comandado pelo técnico Itamar Schulle briga pela liderança, com nove pontos, atrás apenas do Náutico com 10, na Copa do Nordeste, o bom desempenho não vem sendo repetido, abrindo grande distância para os resultados conquistados nas duas últimas campanhas do regional.

Relembre as campanhas de 2018 e 2019
Em 2018, quando a competição era dividida em quatro grupos, foram três empates, três vitórias e nenhuma derrota competindo pelo Grupo A, ao lado de Confiança, CRB e Treze-PB. Entre os times, a campanha do Santa foi a mais regular e a equipe comandada na época por Leston Júnior terminou a fase de grupos na primeira posição.

Nas quartas de finais, o Santa encarou o ABC-RN e foi despachado do Nordestão, perdendo os jogos de ida e volta. No ano seguinte, mesmo sem repetir os feitos numéricos, a Cobra Coral conseguiu chegar mais longe no certame. Com regulamento diferente, 16 clubes foram divididos em dois grupos. O Santa mais uma vez disputou a ‘Lampions’ pelo Grupo A e terminou na vice-liderança, atrás apenas do Fortaleza, que finalizou a fase de grupos na ponta da tabela. Foram três empates, duas derrotas e três triunfos na fase inicial.

Dessa vez, o time pernambucano enfrentou o CRB, pelas quartas de final e quase deixou a classificação às semis escapar, após fazer um gol e ceder o empate aos alagoanos no finalzinho da partida, no Arruda. Em jogo dramático, a vaga foi decidida nos pênaltis e o Santa acabou levando a melhor ao acertar todas as cobranças e assistir o adversário desperdiçar uma bola. Ao final, os emocionantes 8x7 - nas penalidades - encaminharam o Santa Cruz para a semifinal.

O Fortaleza foi a “pedra no sapato” da vez. No dia 09 de maio de 2019, as equipes entraram em campo para decidir uma vaga na final do torneio. A partida teve como palco o Castelão, que assistiu Romarinho anotar o único gol do jogo, dando a vitória e assegurando a vaga na final da Copa do Nordeste 2019 para o Leão do Pici.

Em 2020, os desafios parecem ainda maiores para o elenco do Santa Cruz, que já neste início de temporada sofre com desgaste físico e encara a missão diária de recuperar o espaço do clube no cenário regional e nacional. Pelo certame, o próximo compromisso do Tricolor será contra o ABC, às 20h da quinta-feira (13), pela quarta rodada, no Arruda. 

Leia também:

Santa é superado pelo CRB e conhece 1ª derrota em 2020
Em tarde de Maycon Cleiton, Santa e Bahia ficam no 0x0
Santa esbarra na superioridade do Fortaleza e sai derrotado na Copa do Nordeste

Veja também

Por 'comum acordo', regra que limita demissões de técnicos não inibe dança das cadeiras
Futebol

Por 'comum acordo', regra que limita demissões de técnicos não inibe dança das cadeiras

Com mudanças no meio e no ataque, Náutico encara a Ponte
Futebol

Com mudanças no meio e no ataque, Náutico encara a Ponte