Lazio é multada em 20 mil euros por gritos racistas contra Balotelli

A equipe emitiu um comunicado condenando o comportamento de uma "ínfima minoria" de seus torcedores

Balotelli, atacante do Brescia, da ItáliaBalotelli, atacante do Brescia, da Itália - Foto: Marco Bertorello/AFP

A Lazio foi multada nesta quarta-feira (8) com uma multa de 20.000 euros pelos gritos racistas de alguns torcedores organizados contra o atacante Mario Balotelli, em partida disputada no domingo (5) entre o clube da capital italiana e o Brescia.

No primeiro tempo, o árbitro interrompeu o jogo depois de Balotelli, principal jogador do Brescia, sofrer insultos racistas vindos da torcida da Lazio. Estes insultos acabaram silenciados pelo público local com cantos de apoio ao atacante, que respondeu com aplausos a seus torcedores.

O jogador havia comunicado ao árbitro os gritos de macaco e os insultos, interrompendo a partida brevemente para que uma mensagem de alerta fosse lida nos alto-falantes do estádio.Após a partida, o atacante publicou uma mensagem em suas redes sociais: "uma derrota que dói, mas voltaremos mais fortes, estamos no caminho certo. Torcedores da Lazio que estavam no estádio, VERGONHA!".

A Lazio emitiu um comunicado condenando o comportamento de uma "ínfima minoria" de seus torcedores. Em sua decisão desta quarta-feira (8), o órgão disciplinar da Federação Italiana de Futebol citou cantos "de descriminação racial" nos minutos 21 e 29 do jogo, assim como "cantos insultantes" em três ocasiões, todas contra Balotelli.

Os incidentes com gritos racistas vêm se tornando corriqueiros no futebol italiano desde o início da temporada, na qual o belga da Inter Romelu Lukaku, o marfinense do Milan Franck Kessié, o brasileiro da Fiorentina, Dalbert e o inglês da Sampdoria, Ronaldo Vieria também já foram vítimas.

Leia também:
'Está trabalhando para clarear', diz dono do Brescia sobre Balotelli
Torcedores são presos na Inglaterra acusados de racismo e homofobia
Rüdiger, do Chelsea, foi vítima de racismo contra o Tottenham


As punições contra estes incidentes são habitualmente inexistentes ou leves, mas as entidades que regem o futebol italiano e diversos clubes se comprometeram a adotar uma "tolerância zero" com manifestações racistas.

Veja também

Baixa produtividade dos 'camisas 9' pode colocar em xeque futuro do Sport na Série A
Sport

Baixa produtividade dos 'camisas 9' pode colocar em xeque futuro do Sport na Série A

Santa prolonga contrato de trio para jogo contra o Itabaiana
Futebol

Santa prolonga contrato de trio para jogo contra o Itabaiana