Leandrinho sonha com Corinthians e sofre com brincadeira

Corintiano desde a infância, o ala-armador ainda nutre um sonho na carreira: atuar no time do coração

Ala-armador LeandrinhoAla-armador Leandrinho - Foto: Facebook CBB/Reprodução

Depois de carreira consolidada e campeã na NBA, Leandrinho está de volta ao basquete nacional. Reforço do Sesi/Franca até o fim do NBB, o ala-armador ainda nutre um sonho na carreira: atuar no time do coração. Corintiano desde a infância, o experiente jogador admitiu que deseja atuar pelo clube alvinegro até o fim da carreira; este desejo, pelo menos na última sexta-feira, teve um lance real.

Leandrinho encontrou no Camarote Brahma, localizado no Sambódromo do Anhembi, Edu Ferreira, ex-diretor de futebol do Corinthians e um dos homens-fortes de Andrés Sánchez, presidente recém-eleito. Em clima descontraído, os dois brincaram sobre a possibilidade de o ala reforçar o basquete do Corinthians no ano que vem. O time alvinegro formou uma equipe profissional e disputa em 2018 a Liga Ouro, divisão de acesso para o NBB.

"Meu Timão, né! Desde pequeno sou corintiano, vesti a camisa e amo muito este time. Não sei o que vai acontecer pela frente. As portas estão abertas. Com certeza é um sonho. Vamos ver o que vai acontecer", comentou Leandrinho, em conversa exclusiva com o UOL Esporte durante a passagem pelo Camarote Bar Brahma.

A relação de Leandrinho com o Corinthians se tornou tema para uma brincadeira de Edu Ferreira com o atleta da seleção brasileira. O ex-dirigente corintiano repetiu mais de uma vez que o ala-armador "estará lá [Corinthians] no ano que vem."

O Corinthians retomou o projeto do basquete nesta temporada e tem o projeto de chegar à elite em um curto espaço de tempo. O nome de Leandrinho e a ligação com o clube naturalmente surge como uma alternativa de reforço para o elenco assim que o clube chegar ao NBB.

O atleta, contudo, se mostra cauteloso e procura valorizar o contrato com o Sesi/Franca, time que o repatriou nesta temporada. Leandrinho levou a "conversa" sobre o projeto como brincadeira e valorizou a amizade que nutre com Edu Ferreira.

Até quem representa a camisa corintiana em outros esportes fez campanha pela ida do ex-jogador de Golden State Warriors, Boston Celtics e Phoenix Suns ao Parque São Jorge. O líbero Serginho, antes de encontrar Leandrinho no camarote, afirmou que iniciará um lobby em pleno Carnaval para o colega de Olimpíada atuar com a mesma camisa em 2019.

"Ano que vem ele está lá", brincou o líbero Serginho com a reportagem. "Vou encher a orelha dele hoje", complementou o jogador, que disputa a Superliga de vôlei com o Corinthians/Guarulhos.

Campeão da NBA com o Golden State Warriors em 2015, Leandrinho retornou ao basquete brasileiro após mais de uma década nos Estados Unidos. O veterano de 35 anos se mostrou satisfeito com a estrutura encontrada no interior paulista e comemorou a convocação para a seleção brasileira, que enfrenta Colômbia (22 de fevereiro) e Chile (25) pelas eliminatórias para a Copa do Mundo, em Goiânia.

"Sesi/Franca tem uma estrutura muito boa. Estão investindo pesado, um negócio especial. Estou muito feliz e gostando do que estou vendo. Vão colher frutos", relatou.
Sobre o retorno à seleção, Leandrinho revelou ter uma primeira conversa com o técnico Aleksandar Petrovic antes da primeira convocação do treinador croata. Mesmo aos 35 anos e sem projetar a presença em todo o ciclo olímpico, o ala-armador se mostrou animado com o primeiro contato com o novo comandante da seleção.

"A única conversa que tivemos foi quando estava lesionado e não fui convocado. Ele me ligou e batemos um papo legal. Depois disso não conversamos mais. Feliz por ser convocado e tentar fazer o possível para ajudar a seleção brasileira", finalizou Leandrinho, que aproveitou o retorno ao país para matar as saudades do Carnaval.

Veja também

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico
FUTEBOL

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles
Seleção Brasileira

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles