Leão chega perto do empate, mas sofre derrota no fim

Rubro-negro pernambucano cai para a 15ª posição da Série A, com 35 pontos

Visitantes entraram em campo com três volantes, mas não seguraram os donos da casaVisitantes entraram em campo com três volantes, mas não seguraram os donos da casa - Foto: Divulgação/Atlético-PR

Apesar de ter entrado em campo na condição de visitante, o fato de estar em uma inglória luta contra o rebaixamento exigia do Sport a busca pela vitória. O futebol desempenhado pela equipe, nesta tarde, na Arena da Baixada, em Curitiba, demonstrou que esta era a meta leonina. Mas ela não aconteceu. Após sair atrás do marcador, com o gol de Lucho González, do Atlético/PR, os pernambucanos conseguiram o empate, com Diego Souza. Mas, nos minutos finais, a derrota acabou acontecendo, com tento de Gedoz. Apesar da derrota por 2x1, o Leão continua respirando fora da zona de rebaixamento da Série A do Campeonato Brasileiro. O clube está com 35 pontos, na 15ª colocação.

O Sport seguiu a cartilha de um bom visitante no primeiro tempo. Escalado com três volantes – Anselmo, Patrick e Rithely -, o Leão buscou a marcação e subiu em contra-ataques. Por outro lado, o Atlético/PR fez questão de ser um anfitrião incômodo. Boas chances foram criadas pelo Furacão, que encontrou em Magrão uma barreira. Ao final dos primeiros 45 minutos, a posse de bola foi equilibrada, com 55% para os curitibanos contra 45% em favor dos pernambucanos. No geral, foram dez finalizações de ambos os lados: seis para os atleticanos (sendo duas no gol) e quatro para os leoninos.

Em momentos do primeiro tempo, o jogo ficou bastante igual. O nível técnico das duas equipes também oscilou, apesar de que o Atlético/PR sempre esteve mais próximo do primeiro gol que o Sport. Conseguindo “sofrer” o jogo, o Leão levou o placar de 0x0 para o intervalo. Na volta para o segundo tempo, o cenário se manteve o mesmo. Mas, ao contrário das boas defesas protagonizadas por Magrão, que salvou o time no primeiro tempo, o goleiro rubro-negro não conseguiu impedir o gol do Furacão, aos 15 minutos.

Após receber uma bola de Ribamar, o meia Lucho González emendou de primeira e não deu chances ao goleiro do Sport. 1x0. Com a desvantagem no marcador, Vanderlei Luxemburgo decidiu ousar. O treinador abdicou de um dos três volantes – no caso, Anselmo – e mandou a campo o atacante Rogério. E o jogador entrou inspirado. Isso porque, aos 25 minutos, o atacante fez uma jogada pela esquerda e acabou derrubado na área. O árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Diego Souza pegou com categoria na bola e empatou o marcador. A igualdade no placar fez o Leão gostar do jogo. Nos últimos minutos, no entanto, o castigo. Após pênalti, Felipe Gedoz deu números finais ao jogo. 2x1

FICHA TÉCNICA:

2 ATLÉTICO/PR
Weverton; J. Ivaldo, Wanderson, T. Heleno e Fabrício; Pavez, Lucho (Matheus Rosseto), Nikão (Sidcley) e Guilherme; Coutinho (Gedoz) e Ribamar. Técnico: Fabiano Soares

1 SPORT
Magrão; Samuel Xavier, Durval, Henríquez e Mena; Anselmo (Rogério), Patrick, Rithely e Diego Souza; Osvaldo (Juninho) e André (Rodrigo). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo e Daniel Paulo Ziolli (Ambos de SP)
Gols: Lucho González (aos 15 do 2ºT); Diego Souza (aos 25 do 2ºT); Gedoz (aos 41 do 2ºT)
Cartões amarelos: Samuel Xavier, Henríquez (Sport)
Público e renda: Não divulgados

Veja também

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport
Sport

“Não dá tempo para lamentar, não pode abaixar a cabeça”, diz Jair Ventura após derrota do Sport

Após nova intervenção decisiva do VAR, Sport perde no Rio para o Fluminense por 1 a 0
Sport

Após nova intervenção decisiva do VAR, Sport perde no Rio para o Fluminense por 1 a 0