Léo Lima visa retomada na carreira pelo Santa, mas avisa: “Não sou salvador da pátria”

O veterano não atua desde novembro do ano passado e chega para suprir carência no meio de campo

O meia experiente, de 35 anos, acumula passagens por grandes clubes do futebol brasileiroO meia experiente, de 35 anos, acumula passagens por grandes clubes do futebol brasileiro - Foto: Santa Cruz/Divulgação

Já regularizado, o meia Léo Lima foi apresentado nesta quarta-feira, antes do treino de reapresentação do elenco, como novo reforço do Santa Cruz para o Campeonato Brasileiro da Série B. Além de tentar levar o clube à Série A no fim do ano, o experiente jogador, de 35 anos, tem outro objetivo: reconquistar seu espaço no futebol. Assim, pretende usar a oportunidade no Arruda como vitrine.

“Deixei de jogar porque eu quis. Tive propostas de clubes do Rio de Janeiro, mas preferi ficar em casa. Decidi analisar algumas coisas perto da família, já que fiquei muitos anos fora do país. Agora, tenho o desafio de voltar ao cenário. Quando o Santa Cruz me ligou, não pensei duas vezes. Me apresentaram o projeto, gostei e tenho certeza que podemos chegar longe”, declarou.

O veterano tem um currículo extenso e recheado. Acumula passagens por grandes clubes do futebol brasileiro, como Flamengo, Vasco, Grêmio, São Paulo e Palmeiras. Léo Lima é visto como peça fundamental para resolver a carência no meio de campo, porém ele fez questão de deixar claro que não chega para ser o salvador da pátria.

“Me procuraram para suprir uma lacuna, mas não sou salvador da pátria. Vou me doar ao máximo para ajudar o time a chegar na Série A. Tenho certeza que posso acrescentar com a minha experiência e rodagem no futebol. Joguei em vários clubes grandes, mas isso é passado. Agora quero agregar daqui pra frente”, afirmou.

Desde novembro do ano passado sem atuar (há mais de seis meses), o meia Léo Lima ainda não atingiu suas condições físicas ideias. Mesmo sem estar 100%, ele se coloca à disposição do técnico Vinícius Eutrópio para jogar um tempo e vive a expectativa de pelo menos, ser relacionado para o jogo contra o Londrina-PR, nesta sexta-feira (9), no Arruda, pela sexta rodada da Série B.

“Sobre o ritmo de jogo, não tenho tanto problema. Vinha mantendo a forma no Madureira, mas não estava jogando partidas oficiais. É bom lembrar que no ano passado fiquei quase um ano sem jogar e quando voltei atuei pelo Goiás. Me apresentei bem aqui (no Santa) e posso atuar 45 minutos, tenho certeza que suporto. Tem que saber se o professor vai me colocar também. Espero entrar no jogo contra o Londrina”, encerrou.

Veja também

Arsenal é eliminado da FA Cup pelo Southampton; West Ham avança
Futebol Internacional

Arsenal é eliminado da FA Cup pelo Southampton; West Ham avança

Brasil será sede de competições pan-americanas de ginástica
Esportes Olímpicos

Brasil será sede de competições pan-americanas de ginástica