Léo Moura encara o Fla também fora do gramado

Além de enfrentar ex-clube pela primeira vez, jogador move ação na Justiça cobrando direitos trabalhistas

o que de verdade importao que de verdade importa - Foto: Youtube/Reprodução

 

A história de amor entre Léo Moura e o Flamengo foi escrita por mais dez anos, e entrelaçada em 519 jogos oficiais. Pela primeira vez, desde sua saída do clube, em 2015, o jogador estará, amanhã, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, frente a frente com o clube. O sentimento especial é inegável. Uma outra batalha, além dessa que será protagonizada pela 30ª rodada da Série A, está sendo travada entre o atleta e o Flamengo, fora das quatro linhas. Isso porque o lateral-direito entrou na justiça contra o rubro-negro carioca, reclamando diretos trabalhistas.
A informação foi confirmada pelo departamento jurídico do Flamengo. Léo Moura cobra o pagamento de horas extras e adicional noturno, além do direito de arena (televisão) no período entre 2011 e 2015. “É uma decisão extremamente difícil. É apenas pelo direito e o lado profissional. A minha relação com o clube Flamengo jamais vai mudar, até porque outros jogadores recentes fizeram o mesmo e receberam o que é de direito em um acordo com o Flamengo”, disse o atleta, em entrevista ao GloboEsporte/Rio. “A torcida do Flamengo é maior do que isso. Estou tranquilo e vou procurar jogar bem e ajudar minha equipe”, completou o atleta.
Léo Moura está confirmado para o jogo. O atleta não participou do confronto contra o Palmeiras, na derrota tricolor por 3x1, por estar suspenso. Os números pelo Santa Cruz são consideráveis. O latera-direito de 37 anos tem 27 partidas pelo Tricolor, sendo 23 na Série A do Campeonato Brasileiro. Ao todo, são 1860 minutos jogados com a camisa coral. Ou seja, uma média de 21 jogos completos, do primeiro ao último minuto. Apesar da volta de Léo Moura, o técnico Doriva tem outros problemas para escalar a equipe.
Além de três desfalques por suspensão (Neris, Danny Morais e Pisano), os tricolores poderiam perder Allan Vieira e Derley. O primeiro, no entanto, voltou a treinar nesta sexta-feira, e está escalado. O segundo está vetado, por conta de uma tendinite. O volante não tem previsão para voltar a atuar.
O lateral esquerdo Allan Vieira chegou a não treinar na quinta-feira por causa de incômodos na coxa. Na oportunidade, Vítor foi testado. Mas, assim como adiantado pelo departamento médico coral, o jogador voltou às movimentações e está confirmado na linha de defesa tricolor. Já Derley deverá ser substituído por Jadson, também testado nos trabalhos de quinta-feira.
Com relação às vagas em aberto por conta das suspensões, na zaga uma nova dupla de titulares foi testada. Luan Peres e Wellington Silva serão acionados para encarar o Flamengo. Já no meio de campo, sem Písano, o técnico tricolor promoveu a volta do atacante Arthur. O atleta, inclusive, foi o destaque na equipe no confronto contra o Palmeiras, com um gol anotado e um pênalti sofrido.

 

Veja também

Sem Kleina no banco, Náutico recebe Cruzeiro pela Série B 2020
Futebol

Sem Kleina no banco, Náutico recebe Cruzeiro pela Série B 2020

Jair Ventura ressalta importância do tempo que teve para treinar o time
Futebol

Jair Ventura ressalta importância do tempo que teve para treinar o time