A-A+

Lesionados, Jorge Henrique e Assis estão fora da Série C

Atacante fará cirurgia no tendão, desfalcando o Timbu por até seis meses, enquanto lateral teve problema na clavícula

Jorge Henrique, atacante do Náutico Jorge Henrique, atacante do Náutico  - Foto: Léo Lemos/Náutico

A temporada acabou mais cedo para Jorge Henrique. Maior contratação do Náutico para 2019, o atacante de 37 anos teve uma ruptura no tendão de Aquiles do pé esquerdo e passará nesta segunda (3) por um procedimento cirúrgico, desfalcando a equipe para o restante da Série C 2019. O lance aconteceu na partida diante do Globo/RN, nos Aflitos, pela sexta rodada da competição.

“Jorge Henrique ficará fora de quatro a seis meses. É preciso ter a regeneração do tendão para ele correr, chutar, pular, enfim”, afirmou o médico do clube, Múcio Vaz. Nos 33 jogos do Náutico no ano, o atleta participou de 17, sendo 12 como titular. Apenas dois gols marcados, ambos contra o Santa Cruz, e uma assistência em 1.094 minutos em campo.

Antes do problema atual, Jorge já passou um bom tempo no departamento médico por conta de lesões na coxa, joelho e panturrilha. Na última, o atleta ficou mais de um mês parado, desfalcando o Náutico em jogos importantes, como no duelo da volta da final do Pernambucano, contra o Sport, na Ilha do Retiro, e na semifinal da Copa do Nordeste, perante o Botafogo/PB, no Almeidão. Voltou justamente perante o Globo. Acionado no segundo tempo, o atleta ficou em campo apenas 23 minutos, antes de ser substituído após se machucar em lance sozinho.

Assis

Jorge não é o único a desfalcar o Náutico no restante da Série C. O lateral-esquerdo Assis, autor de um dos gols no empate do Náutico em 2x2 com o Globo, se machucou na comemoração e também só volta aos gramados na temporada que vem. “Ele teve uma luxação acromioclavicular. Ainda faremos algumas radiografias, mas muito provavelmente o atleta passará por cirurgia. Deve ficar fora de três a quatro meses”, indicou o médico, dando o parecer sobre outros quatro atletas que estão no DM.

“Odilávio teve uma lesão no menisco lateral do joelho direito e passou por cirurgia. Correu tudo bem e a previsão é de 45 a 60 dias para o retorno dele, mas esse período depende do pós-operatório do atleta. “Jhonnatan e Matheus devem ir para a preparação física na quarta-feira. Rafael Assis teve uma lesão mais extensa, grau três. Ele aguardará um pouco mais. Diego teve uma pequena lesão no adutor, mas no final da semana já vai para a transição”, completou.

Sobre Maylson, Vaz demonstrou cautela. “Estamos tendo um cuidado maior com ele porque o jogador está sofrendo lesões de repetição. Buscaremos procedimentos terapêuticos para ver se ele consegue voltar a atuar de forma competitiva”, concluiu.

Leia também:
Dal Pozzo explica opção por manter Jorge Henrique na reserva
Náutico sofre com lesões na partida contra o Globo

Veja também

Conselheiros do Santa pedem assembleia para solicitar impeachment de Joaquim Bezerra
Futebol

Conselheiros do Santa pedem assembleia para solicitar impeachment de Joaquim Bezerra

Sport anuncia rescisão contratual de Thiago Neves
Futebol

Sport anuncia rescisão contratual de Thiago Neves