Lesões causam incertezas às vésperas da semi

Alvirrubro pode ter até quatro desfalques no time titular para o duelo de ida por uma vaga na final da Série C contra o Juventude/SC

Thiago, atacante do NáuticoThiago, atacante do Náutico - Foto: Léo Lemos/Náutico

Um Náutico bem diferente pode entrar em campo neste domingo, contra o Juventude/SC, às 18h, no Alfredo Jaconi, pelo duelo de ida da semifinal da Série C 2019. Para o confronto, o técnico Gilmar Dal Pozzo já tem dois desfalques confirmados e corre o risco de perder outras duas peças titulares às vésperas da primeira metade da decisão entre pernambucanos e gaúchos, valendo vaga na final do campeonato.

Expulso diante do Paysandu/PA, no jogo que valeu o acesso, semana passada, o zagueiro Diego Silva também se recupera de uma lesão grau um na coxa esquerda e está fora do duelo. Rafael Ribeiro e Fernando Lombardi brigam pela vaga. Na frente, outro desfalque confirmado é o centroavante Rafael Oliveira, vetado por conta de dores na panturrilha direita. No posto, a tendência é que Dal Pozzo escale Wallace Pernambucano.

Leia também:
Náutico pode ter até sete desfalques contra o Juventude
[Vídeo] Confira bastidores do acesso do Náutico
Matheus revela bastidores do acesso do Náutico


As demais preocupações são com dois pratas da casa. O lateral-direito Hereda ficou fora dos últimos dois treinamentos por conta de dores abdominais, mas o Departamento Médico do clube acredita que o jogador se recuperará a tempo do jogo contra o Juventude. Caso contrário, André Krobel será seu substituto.

Já o atacante Thiago foi diagnosticado com uma entorse no tornozelo direito e não tem presença garantida. Caso não entre em campo, o artilheiro do time na Série C, com cinco gols, pode ter sua vaga ocupada por Matheus Carvalho. Fora do treino da última quarta também por conta de uma entorse no tornozelo direito, o goleiro Jefferson voltou normalmente aos trabalhos ontem e não preocupa.

CBF
A CBF emitiu ontem um parecer sobre a arbitragem do jogo entre Náutico e Paysandu, no último domingo, nos Aflitos, pelas quartas de final da Série C 2019. O Papão reclamou da arbitragem de Leandro Vuaden por conta de um pênalti marcado para o Timbu nos acréscimos do segundo tempo. O lance originou o tento de empate dos alvirrubros, levando a decisão para as penalidades. Na marca dos 11 metros, os alvirrubros foram superiores e conseguiram o acesso à Série B.

De acordo com o parecer do Ouvidor de Arbitragem da CBF, Manoel Serapião Filho, “não se pode dizer que o árbitro ocasionou prejuízo direto a uma ou a outra equipe”. Isso porque, de acordo com a entidade, além do lance polêmico no final da partida, Vuaden também deixou de marcar uma penalidade para o Náutico do goleiro Mota em cima do meia Jean Carlos, aos 20 minutos do primeiro tempo.

Veja também

Thiago Monteiro vence 2ª em Roland Garros e encerra jejum brasileiro
Tênis

Thiago Monteiro vence 2ª em Roland Garros e encerra jejum brasileiro

Fortaleza vence Clássico-Rei e sai na frente na decisão do Cearense
Futebol

Fortaleza vence Clássico-Rei e sai na frente na decisão do Cearense