Fórmula 1

Lewis Hamilton se surpreende com FIA por reconhecimento de erro que o fez perder título

Entidade divulgou relatório do GP de Abu Dhabi e classificou episódio polêmico como 'erro humano', mas manteve resultado

Lewis HamiltonLewis Hamilton - Foto: LARS BARON / POOL / AFP

O reconhecimento por parte da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) do erro do ex-diretor de provas Michael Masi no GP de Abu Dhabi, o último da temporada 2021, pegou Lewis Hamilton de surpresa. O britânico, que brigava diretamente pelo título do campeonato com Max Verstappen, afirmou neste sábado, após as qualificatórias para o GP do Bahrein, que ainda não leu o relatório. Mas, mesmo sem a mudança no resultado final da prova, viu com bons olhos o gesto da entidade.

- Eu não vi. Eu vi que tinha saído, mas não li. Estou focado em fazer o trabalho. Eu vou ler talvez depois do fim de semana ou algo assim. Eu não estava esperando um pedido de desculpas. Sabíamos que provavelmente não iria acontecer, mas pelo menos há essa transparência de que foi um erro humano - disse o vice-campeão do ano passado.

No relatório do GP de Abu Dhabi revelado neste sábado, a FIA concluiu que o ex-diretor de provas Michael Masi “agiu de boa fé e com o melhor de seu conhecimento, dadas as circunstâncias difíceis, particularmente reconhecendo as significativas restrições de tempo para as decisões serem feitas e a imensa pressão exercida pelas equipes”. Por outro lado, admitiu que “o erro humano levou ao fato de que nem todos os carros foram autorizados a desfazer as voltas”, ou seja, ultrapassar o safety car.

Ao fim, a FIA determinou que, mesmo com o equivoco, o resultado da corrida “é válido, final e não pode ser mudado”. Com isso, Verstappen continua sendo o campeão da última temporada. Hamilton, que passou semanas sem se pronunciar após a última corrida de 2021, garante que já não pensa mais neste episódio. Neste sábado, ele garantiu o quinto lugar no Grid de largada do Bahrein.

- Não podemos voltar atrás e mudar o passado. Estou ansioso para focar no futuro e colocar este carro na janela certa. Temos um pouco de trabalho a fazer.

Durante a prova do Grande Prêmio de Abu Dhabi, que definiu o título mundial para Verstappen na última volta, Masi autorizou que apenas os cinco carros retardatários que estavam entre os dois pilotos os ultrapasassem na saída do safety car. A decisão foi alvo de intensos protestos da Mercedes, que viu Hamilton, seu piloto, ser ultrapassado em disputa direta com Verstappen, da RBR. Chefe da equipe, Toto Wolff também procurou enaltecer o reconhecimento do erro por parte da FIA.

- É uma grande mudança em relação ao que vimos antes. Seja completo ou não, fraco ou difícil, liberá-lo (o relatório) é um bom passo em termos de governança para nós. Tem a frase que diz que errar é humano, e o reconhecimento disso é muito importante. Agora fechamos um capítulo.

No fim de fevereiro, Masi foi retirado do cargo de diretor de provas da Fórmula 1. Em seu lugar, estão Niels Wittich e Eduardo Freitas.

Veja também

Turquia x Portugal: saiba onde assistir e confira escalações
Eurocopa 2024

Turquia x Portugal: saiba onde assistir e confira escalações

Paris-2024: Thiago Wild é o quarto tenista brasileiro com vaga nos Jogos Olímpicos
Tênis

Paris-2024: Thiago Wild é o quarto tenista brasileiro com vaga nos Jogos Olímpicos

Newsletter