Libertadores 2017 terá final com ida e volta

Entidade máxima do futebol sul-americano manteve o modelo de final dos anos anteriores

Chico Buarque, cantor Chico Buarque, cantor  - Foto: Leo Aversa/Divulgação

No fim da manhã desta terça-feira (04), a Conmebol definiu como será o sistema de disputa da Copa Libertadores da América de 2017. Entre os pontos mais importantes, foi divulgado a manutenção da final ocorrendo em dois jogos (ida e volta), descartando o sistema utilizado na Liga do Campeões, com sede única e pré-definida.

O torneio começará com duas fases classificatórias, em que 16 equipes se enfrentarão em ida e volta em ambas as fases. Serão disputadas 24 partidas, até que quatro das equipes iniciais garantam vaga na fase de grupos.

A partir daí, será utilizado o mesmo sistema dos anos anteriores. 32 equipes, divididas em oito grupos com quatro times cada jogarão pela classificação para as oitavas de final, quando começa o mata mata, com jogos de ida e volta. O Brasil terá sete vagas, sendo três para a chamada pré-Libertadores, e quatro diretas para a fase de grupos.

Apesar da manutenção para 2017 da final com dois jogos, o presidente da entidade, Alejandro Domínguez, destacou que estudos estão sendo feitos para viabilizar a grande decisão com jogo único, em sede pré-definida. “A ideia de uma final única é organizar uma grande festa para celebrar o futebol e fazer dele um elemento integrador na América do Sul. Do ponto de vista esportivo, um local pré-definido tem o atrativo de oferecer um campo neutro para os finalistas, conservando um elemento surpresa, pois sempre existe a possibilidade que uma equipe local chegue à final".

Veja também

Em reformulação, Náutico visita nesta terça Oeste pela Série B
Futebol

Em reformulação, Náutico visita nesta terça Oeste pela Série B

Santa Cruz tem seu melhor desempenho como visitante na história da Série C
Futebol

Santa Cruz tem seu melhor desempenho como visitante na história da Série C