Libertadores pode acabar só em janeiro de 2021, diz secretário da Conmebol

A atual edição do principal torneio de clubes da América do Sul foi paralisada em março em meio à pandemia do novo coronavírus

Flamengo comemora o bicampeonato da LibertadoresFlamengo comemora o bicampeonato da Libertadores - Foto: Luka Gonzales/AFP

O secretário-geral adjunto da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), Gonzalo Belloso, disse na manhã desta terça-feira (12) que a atual edição da Copa Libertadores deve ser retomada no segundo semestre e pode terminar apenas em janeiro de 2021.

"Acreditamos que o futebol deve ser retomado quando cumprirmos todos os requisitos de saúde. É uma indústria como qualquer outra, além de um esporte, e gera milhões de empregos", disse Belloso em entrevista à Radio2, da Argentina. Belloso também disse que a volta da Copa Libertadores ajudará as equipes, uma vez que a Conmebol poderá pagar aos clubes por estarem disputando o campeonato, auxiliando-os financeiramente em "uma situação que é grave em todo o mundo".

A atual edição do principal torneio de clubes da América do Sul foi paralisada em março em meio à pandemia do novo coronavírus. Por enquanto, a final da Libertadores de 2020 está programada para acontecer em 21 de novembro, no Maracanã.

Leia também:
Conmebol recebe com surpresa autorização de cinco substituições
Facebook compra arquivo de jogos da Libertadores e abre conteúdo a clubes

Veja também

Seleção brasileira de rugby lança websérie com equipe feminina
Rugby

Seleção brasileira de rugby lança websérie com equipe feminina

Palmeiras goleia Corinthians e acaba com série invicta do rival
Campeonato Brasileiro

Palmeiras goleia Corinthians e acaba com série invicta do rival