Liga das Nações: Brasil bate Rússia por 3 sets a 0

Seleção comandada por José Roberto não tomou conhecimento das europeias e venceu a segunda partida no campeonato

Seleção brasileira de vôlei vence Rússia por 3x0Seleção brasileira de vôlei vence Rússia por 3x0 - Foto: Ricardo Botelho/Inovafoto/CBV

A seleção brasileira feminina de vôlei venceu a Rússia por 3 sets a 0 (25/15, 25/17 e 25/14), na noite desta quinta-feira (23), no ginásio Nilson Nelson, em Brasília, pelo encerramento da primeira semana da Fase Classificatória da Liga das Nações. As comandadas de José Roberto Guimarães tiveram apoio massivo dos mais de nove mil torcedores e conquistaram a segunda vitória no campeonato, com apenas um revés na conta. Já as russas acumulam duas derrotas e um triunfo. Nesta sexta-feira (24), o Brasil viajará para Apeldoorn, na Holanda, onde fará as partidas da segunda semana do campeonato. Na cidade holandesa, o time verde e amarelo jogará entre os dias 28 e 30 de maio, contra as donas da casa, a Polônia e a Bulgária.

O grande destaque da partida foi Paula Borgo. A oposta de 24 anos marcou 17 pontos. "Não fizemos um jogo do jeito que gostaríamos, mas não há tempo para lamentar, temos uma partida atrás da outra. No dia que tudo dá certo não dá tempo de celebrar, assim como no dia que as coisas não vão bem não há muito tempo para lamentar. Hoje nosso time entrou mais agressivo no saque, no ataque e no bloqueio. Ontem (quarta), Gabi ficou sobrecarregada, mas hoje jogamos como um conjunto, todo mundo executou muito bem o seu papel”, disse Paula.

O Brasil não teve muitas dificuldades contra as russas, que vieram para o Brasil com um time jovem, sem suas principais estrelas. Um fundamento que fez a diferença na partida foi o bloqueio. Foram 14 em todo o jogo, sendo quatro da central Mara, que teve a dura missão de marcar a atacante Ekaterina Efimova.

Leia também:
Liga das Nações começa em maio. Veja programação
Voz das mulheres não é escutada no vôlei, afirma Gabi


José Roberto também ficou satisfeito com a seleção, mas crê em evolução da equipe. "Nós tivemos altos e baixos, acho que ainda temos muita coisa a ser melhorada. Nossa relação entre o bloqueio e a defesa ainda precisa evoluir. Nosso saque também precisa melhorar, precisamos sempre sermos agressivos neste fundamento para dificultar as ações adversárias. Sem este saque agressivo, nós temos dificuldades no sistema defensivo. Hoje nosso time entrou mais concentrado, bloqueou melhor, defendeu melhor”, afirmou o técnico.

Veja também

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro
Eliminatórias

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo
Sport

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo