Esportes

Liga das Nações: Brasil embarca para a Fase Final

Seleção, não contará com Tandara, estreia na Fase Final na madrugada do dia 4 de julho, contra a Polônia

Seleção feminina de vôlei na Liga das Nações 2019Seleção feminina de vôlei na Liga das Nações 2019 - Foto: Divulgação/FIVB

A seleção feminina de vôlei segue, nesta quarta-feira (26), para a cidade de Nanquim, na China, onde disputará a Fase Final da Liga das Nações, entre os próximos dias 3 e 7 de julho. O grupo que viajou é composto por 14 atletas: as levantadoras Macris e Roberta, as opostas Paula Borgo e Lorenne, as ponteiras Natália, Gabi, Amanda e Tainara, as centrais Carol, Bia, Mara e Mayany e as líberos Léia e Natinha.

Existia uma expectativa pela presença da oposta Tandara na Fase Final. No entanto, a atleta um desconforto na região abdominal durante a última semana de treinamento no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ) e, após a realização de exames no último sábado (22), foi constatado um edema no músculo reto abdominal. A comissão técnica, então, optou por preservá-la para a disputa do Pré-Olímpico, que acontecerá no Brasil, entre os dias 1 e 3 de agosto.

As seis equipes classificadas para Fase Final da Liga das Nações são: China (1º), Estados Unidos (2º), Brasil (3º), Itália (4º), Turquia (5º) e Polônia (6º). China, Itália e Turquia formarão o Grupo A, enquanto Estados Unidos, Brasil e Polônia estarão no Grupo B. As equipes se enfrentarão nos seus respectivos grupos e as duas melhores de cada passarão às semifinais da competição. O Brasil estreará na etapa decisiva no dia 4 de julho, às 4h (horário de Brasília), contra a Polônia. No dia seguinte, no mesmo horário, o time nacional terá pela frente os Estados Unidos.

“Nesses últimos anos foi a primeira vez que conseguimos voltar para casa antes da fase final e isso foi muito positivo. A Polônia será nosso primeiro adversário e evoluiu bastante. É uma equipe muito regular. A Smarzek (oposta) tem sido a principal jogadora delas, com uma média de pontos de 25 a 30 pontos por jogo. Ela tem sido o ponto de apoio da Polônia. Teremos que evoluir tanto no nosso saque como na relação entre o bloqueio e a defesa”, afirmou José Roberto Guimarães. No confronto contra as polonesas durante a Fase Classificatória, o Brasil perdeu por 3 sests a 2. Já contra as norte-americanas, ganhou de 3x1. O Brasil luta pelo título inédito da Liga das Nações. Na temporada passada, primeiro ano do torneio, que substitui o extinto Grand Prix, as brasileiras terminaram em quarto lugar.

Veja também

Em jogo com arbitragem conturbada, Brasil empata com EquadorEliminatórias da Copa

Em jogo com arbitragem conturbada, Brasil empata com Equador

'Time difícil', fala Jefferson sobre jogo com Caruaru CitySanta Cruz

'Time difícil', fala Jefferson sobre jogo com Caruaru City