Liga das Nações: Brasil encara a Turquia nesta terça

Seleção abre a segunda semana da Liga das Nações contra a invicta Turquia, às 11h desta terça (22), em Ancara

Seleção brasileira feminina de vôlei na Liga das NaçõesSeleção brasileira feminina de vôlei na Liga das Nações - Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto/CBV

Após duas vitórias (em cima de Japão e Sérvia) e uma derrota (para a Alemanha) na primeira semana de jogos da Liga das Nações, a seleção brasileira feminina de vôlei inicia os confrontos da segunda semana nesta terça-feira (22), em Ancara, na Turquia.

Às 11h, a equipe de José Roberto Guimarães enfrenta as donas da casa, que estão invictas na competição, com vitórias contra Itália, Estados Unidos e Polônia. Destaque para o triunfo contra as norte-americanas, apontadas entre as candidatas ao título da Liga das Nações.

“A Turquia jogou muito bem na primeira semana, é um time que vem de três vitórias, portanto está com muita confiança. Além disso, elas vão jogar em casa, com o apoio da torcida turca que é apaixonada por voleibol. É uma partida importante para darmos continuidade ao que fizemos nesses dois últimos jogos. A Turquia é uma equipe que está em evolução e será um jogo difícil”, analisou o técnico José Roberto Guimarães.

Leia também:
Brasil vira e faz 3x1 na Sérvia pela Liga das Nações
Seleção feminina vence primeira na Liga das Nações de vôlei
Seleção feminina estreia com derrota na Liga das Nações
Liga das Nações: seleção feminina treina na Turquia
Na Liga das Nações, Brasil tira os 100% da Turquia

As turcas ocupam a vice-liderança na classificação geral, atrás somente da Holanda, que fez dois 3x0 e um 3x1 nos jogos iniciais, enquanto as turcas tiveram dois 3x0 e um 3x2. O Brasil é sexto colocado, uma posição arriscada visto que somente os cinco primeiros colocados e a China, país-sede da Fase Final, entrarão na disputa direta por medalhas. Os Estados Unidos estão em terceiro, com sete pontos, à frente de Sérvia, em quarto, e China, em quinto, ambos com seis pontos.

Depois da Turquia, a seleção brasileira jogará com a Argentina, às 8h da quarta-feira (23), e com a República Dominicana, na quinta (24), também às 8h. Adversárias que, teoricamente, estão em um nível técnico inferior.

Nas primeiras partidas da Liga das Nações, o Brasil apresentou certa dificuldade no passe, fator determinante na derrota para a Alemanha. Nos confrontos seguintes, mostrou melhora, mas ainda não está no seu ritmo ideal. Assim como na temporada passada, o grupo demonstra dependência de Tandara nas viradas de bola. Contra a Sérvia, por exemplo, Roberta demorou a colocar ela na partida e a equipe só deslanchou depois que isso aconteceu. A levantadora, inclusive, teve atuações um pouco irregulares.

Liga das Nações:

1ª semana:
Barueri (SP)

15.05 – Brasil 1 x 3 Alemanha (25/15, 22/25, 18/25 e 20/25)
16.05 – Brasil 3 x 1 Japão (22/25, 25/18, 25/23 e 25/11)
17.05 – Brasil 3 x 1 Sérvia (23/25, 25/22, 25/14 e 25/21)

2ª semana:
Ancara (Turquia)

22.05 – Brasil x Turquia, às 11h (horário de Brasília) – SporTV 2
23.05 – Brasil x Argentina, às 8h (horário de Brasília) – SporTV 2
24.05 – Brasil x República Dominicana, às 8h (horário de Brasília) – SporTV 2
   

 

Veja também

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico
Futebol

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'
Opinião

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'