Liga das Nações começa na próxima segunda

Estreia do time brasileiro na Liga das Nações será em Barueri, contra Alemanha, Japão e Sérvia, nos dias 15, 16 e 17

Seleção Feminina de Vôlei em jogo pelo Grand PrixSeleção Feminina de Vôlei em jogo pelo Grand Prix - Foto: FIVB

A seleção brasileira feminina de vôlei inicia a campanha em busca do título inédito da Liga das Nações dentro de casa. As brasileiras disputarão a primeira etapa da competição nos dias 15, 16 e 17 de maio, no ginásio José Correa, em Barueri (SP). O primeiro desafio das comandadas de José Roberto Guimarães será contra a Alemanha às 15h05 da próxima terça-feira (15), com transmissão da Rede Globo e do Sportv2. Na sequência, tem Japão e Sérvia, também no horário das 15h05. 

“A possibilidade de jogar em casa é uma ajuda muito grande. Tenho certeza que a torcida vai estar presente. Será muito importante tentar ganhar esses três jogos para sairmos do Brasil com nove pontos, o que ajudaria a nossa classificação para fase final. A Liga das Nações é uma competição longa e queremos chegar à fase final, na China. Precisamos jogar o maior número de partidas possíveis para dar experiência ao nosso time. Essa será uma excelente preparação para o Mundial”, explicou José Roberto Guimarães. 

Um dos destaques da equipe brasileira, a campeã olímpica Tandara está confiante em um bom desempenho do time verde e amarelo. Na temporada passada, ela foi um dos pilares da seleção brasileira. “Serão três adversários difíceis. Estamos tendo muito cuidado na preparação e queremos ter um bom desempenho nesses três jogos. Acredito que a torcida estará presente e vai nos apoiar nesses jogos”, afirmou a oposta. 

Leia também:
Seleção feminina conhece adversários do Mundial de Vôlei
Seleções de vôlei têm balanço positivo na temporada 2017

O grupo convocado por José Roberto Guimarães para a Liga das Nações tem as levantadoras Roberta, Macris e Dani Lins, que retorna neste ano à seleção após se afastar devido à maternidade; as opostas Tandara e Monique, as ponteiras Gabi, Rosamaria, Drussyla, Amanda e Natália, as centrais Carol, Bia, Adenízia, Mara e Thaisa e as líberos Suelen, Jaqueline e Gabi Guimarães.

Temporada 2018  

Primeiro desafio da seleção brasileira feminina de vôlei nessa temporada, a Liga das Nações acontece pela primeira vez neste ano, substituindo o Grand Prix, torneio no qual o Brasil é o maior vencedor, com 12 títulos, e atual campeão. Agora, com novo nome e formato, a disputa terá 16 equipes concorrendo ao título. Depois dos jogos em Barueri, a equipe seguirá para Ancara, na Turquia, onde disputará a segunda etapa de jogos. 

Depois da Liga das Nações, a seleção feminina disputará outras três competições em 2018: Copa Pan-Americana, entre os dias 6 e 15 de julho, Montreux Volley Masters, entre os dias 4 e 9 de setembro, e o Campeonato Mundial, de 29 de setembro a 20 de outubro. Desses, o Mundial é o maior desafio para o Brasil, que nunca conquistou um título. 

Veja também

Guardiola critica Superliga: 'não é esporte'
Futebol

Guardiola critica Superliga: 'não é esporte'

Fifa avisa sobre 'consequências' aos clubes da Superliga europeia
Futebol

Fifa avisa sobre 'consequências' aos clubes da Superliga europeia