Vôlei

Liga das Nações de Vôlei: Cuba vence Brasil no Maracanãzinho e azeda reestreia de Bernardinho

Cubanos venceram por 3 sets a 1, nesta terça-feira (21)

O bloqueio foi um fundamento decisivo para que Cuba pudesse vencer o Brasil no Maracanãzinho O bloqueio foi um fundamento decisivo para que Cuba pudesse vencer o Brasil no Maracanãzinho  - Foto: Maurício Val/FV Imagens/CBV

O último jogo desta terça-feira (21) da Liga das Nações Masculina de Vôlei poderia até parecer ser apenas mais uma partida da primeira rodada, mas na verdade tinha muito em disputa. Entre os brasileiros, o confronto marcava a volta de Bernardinho ao comando técnico depois de quase oito anos fora. Para os cubanos, valia pontos decisivos na corrida pela classificação olímpica. Mesmo fora de casa e diante de um Maracanãzinho lotado, Cuba venceu o Brasil por 3 sets a 1 e frustrou quem queria ver a mística entre o lendário treinador brasileiro e as grandes apresentações da Seleção Masculina de Vôlei. 

1º set - Cuba 25 x 23 Brasil 

O primeiro set do reencontro da Seleção Brasileira Masculina de Vôlei  com o técnico Bernardinho foi marcado por muitos erros nos saques (oito) e não forçados do Brasil, dando dez pontos para os adversários nesse quesito. Além disso, o Brasil apresentou alguma dificuldade na defesa, problema que só veio ser sanado mais na reta final da parcial, mas que não foi o suficiente para evitar a derrota no primeiro set.  

2º set - Cuba 27 x 29 Brasil 

O Brasil passou a errar menos nos saques - Leal foi fundamental nas suas passagens nesse fundamento - , o que fez o duelo se tornar um pouco mais favorável para a Seleção. Ainda assim, Cuba vendeu muito caro a parcial, com excelentes atuações dos ponteiros Yant e López. Pelo lado brasileiro, o oposto Darlan se mostrou presente nos momentos mais decisivos e foi dele o ponto que fechou a parcial em favor do Brasil 

3º set - Cuba 25 x 21 Brasil 

A vitória cubana na terceira parcial passou muito pelos méritos dos caribenhos. Sacando bem e conseguindo, principalmente, pontuar no fundamento de bloqueio, os cubanos chegaram a abrir sete pontos de vantagem ainda no início do set. Como resposta, o Brasil apostou na inversão de cinco um, com Cachopa e Alan dando resultado em quadra, mas ainda assim não foi o suficiente. Com uma boa recepção na defesa e boa atuação do central Simón, os cubanos voltaram a vencer. 

4º set - Cuba 25 x 21 Brasil 

Mesmo enxergando os pontos fortes que o adversário vinha apresentando em quadra, o Brasil não conseguiu alterar o cenário. Os cubanos continuaram incomodando o ataque brasileiro com um block bem afinado e uma defesa muito eficiente. Já no ataque, o levantador Thondike fez um excelente trabalho em acionar o oposto Sanchez e o ponteiro Yant, que juntos somaram 11 pontos e foram decisivos para definir o duelo.   


 

Veja também

Galvão Bueno vai apresentar reality na Globo com Karine Alves
FUTEBOL

Galvão Bueno vai apresentar reality na Globo com Karine Alves

Rebeca Andrade vai a 2 finais no Troféu Brasil, última competição antes dos Jogos de Paris-2024
GINÁSTICA

Rebeca Andrade vai a 2 finais no Troféu Brasil, última competição antes dos Jogos de Paris-2024

Newsletter