Esportes

Liga Europa conhecerá seus finalistas

Olympique de Marseille tem boa vantagem e Atlético de Madrid joga por empate sem gols

Griezmann ficará fora dos próximos dois jogos do Atlético de MadridGriezmann ficará fora dos próximos dois jogos do Atlético de Madrid - Foto: Reprodução / Twitter

Nesta quinta-feira terão os dois confrontos de semifinais para decidir quem estarão na disputa da grande final da Liga Europa, no dia 16 de maio, em Lyon na França. O Atlético de Madrid, da Espanha, conseguiu um empate de 1x1 na Inglaterra e pode até empatar sem gols em casa para se classificar diante do Arsenal. Já no outro confronto, o Olympique de Marseille, da França, conquistou uma boa vantagem em casa, batendo o  RB Salzburg, da Áustria, por 2x0 e pode até perder por um gol de diferença que estará classificado.

O RB Salzburg conseguiu vencer a equipe do Olympique de Marseille por 1x0 na fase de grupos. E na fase anterior, conseguiu reverter grande vantagem da Lázio, que na Itália tinha vencido por 4x2, mas acabou sendo derrotado na Áustria pelo placar de 4x1. Já o time francês conquistou a Liga dos Campeões em 1993, contudo, não sabe o que é chegar em uma final Europeia desde 2003, quando acabou derrotado para o Valência, da Espanha, na antiga Copa da Uefa.

A outra semifinal é marcada por dois times acostumados a jogar esse tipo de competição. O Atlético de Madrid vem em um ótimo histórico recente. Venceu a Liga Europa em 2010 e 2012, além de dois vices da Liga dos Campeões em 2014 e 2016. Pelo lado dos ingleses, essa será a última temporada de Arsène Wenger no comando da equipe, e também, a única forma do time conquistar uma vaga para atuar na Champions League na próxima temporada. Com um empate no jogo de ida, a disputa na Espanha promete ser muito emocionante.

Veja também

"Quando vamos fazer algo?": Steve Kerr, técnico do Warriors, se emocionado após ataque em escola
ESTADOS UNIDOS

"Quando vamos fazer algo?": Steve Kerr, técnico do Warriors, se emocionado após ataque em escola

Governo britânico autoriza venda do Chelsea para um grupo liderado pelo americano Todd Boehly
Futebol

Governo britânico autoriza venda do Chelsea para um grupo liderado pelo americano Todd Boehly