Liga francesa aprova pedir empréstimo para compensar direitos de TV

Valor deste empréstimo, que corresponde aos direitos de televisão não recebidos devido à suspensão do campeonato, é de 224,5 milhões de euros

Francês Mbappé é o homem de segurança do PSGFrancês Mbappé é o homem de segurança do PSG - Foto: Pascal Pavani/AFP

A Liga de Futebol Profissional (LFP) francesa anunciou nesta segunda-feira (4) ter aprovado o pedido de um empréstimo garantido pelo Estado, estimado por diversas fontes em 225 milhões de euros, para compensar as perdas com os direitos de televisão, após a suspensão definitiva do campeonato francês devido ao coronavírus.

Reunidos em uma Assembleia Geral, os 40 clubes das duas principais divisões da França "adotaram uma resolução permitindo à LFP contrair um empréstimo em seu estabelecimento bancário garantido pelo Estado", anunciou a LFP em comunicado.

Leia também:
PSG dedica título aos profissionais da saúde e 'outros heróis'
Tour de France é adiado após prorrogação da quarentena na França
Seleção francesa fará importante doação para hospitais de Paris

O valor deste empréstimo, que corresponde aos direitos de televisão não recebidos devido à suspensão do campeonato, é de 224,5 milhões de euros, informou uma fonte próxima ao caso, confirmando os números publicados pelo diário esportivo "L'Équipe".

"Graças a este empréstimo, a LFP poderá pagar aos clubes da Ligue 1 e da Ligue 2 o conjunto dos valores que restam a receber pelos direitos audiovisuais da temporada 2019-2020", explicou a LFP.

Com a suspensão definitiva do campeonato, decidida na última quinta-feira (30), todos os pagamentos dos direitos de televisão até o fim da temporada não caíram nas contas dos clubes, privados de jogos por pelo menos quatro meses, até pelo menos final de julho.

O dispositivo de empréstimo garantido pelo Estado, criado em final de março pelo governo francês, permite às empresas em dificuldades devido à pandemia do coronavírus contraírem um empréstimo com a garantia de que, caso não consigam arcar com os custos, o Estado assumirá a dívida.

O Estado se comprometeu em garantir até 300 bilhões de euros em empréstimos.

Veja também

Com apenas cinco jogos, Quinõnez deixa o Santa Cruz
Santa Cruz

Com apenas cinco jogos, Quinõnez deixa o Santa Cruz

Em comum acordo, Sport rescinde contrato com Maidana
Sport

Em comum acordo, Sport rescinde contrato com Maidana