Liverpool bate Chelsea nos pênaltis e conquista a Supercopa

Esta vitória serve ao Liverpool para esquecer a decepção de dez dias atrás quando perdeu a Community Shield para o Manchester City

Goleiro Adrián, substituto de Alisson, defendeu última e decisiva cobrançaGoleiro Adrián, substituto de Alisson, defendeu última e decisiva cobrança - Foto: OZAN KOSE / AFP

O Liverpool confirmou sua supremacia continental ao conquistar sua quarta Supercopa da Europa diante do Chelsea após um empate no tempo normal e na prorrogação (2x2, 5x4 nos pênaltis) nesta quarta-feira (14) em Istambul, na Turquia.

Nessa primeira edição disputada entre dois clubes ingleses, o francês Olivier Giroud abriu o placar no primeiro tempo e Sadio Mané empatou para os Reds. O senegalês voltou a marcar na prorrogação, mas Jorginho deixou tudo igual de novo. Nos pênaltis, Tammy Abraham perdeu a última cobrança, defendida pelo espanhol Adrián San Miguel.

"Conquistar títulos é sempre incomparável. Só me sinto orgulhoso. Foi o aspecto mental o que fez a diferença hoje", declarou Mané.

Leia também:
Manchester City vence Liverpool nos pênaltis e leva a Community Shield
Premier League: United goleia Chelsea no primeiro clássico
Arsenal anuncia acerto com zagueiro David Luiz, ex-Chelsea



Esta vitória serve ao Liverpool para esquecer a decepção de dez dias atrás quando perdeu a Community Shield para o Manchester City.

Jürgen Klopp pôde assim comemorar da melhor maneira sua partida de número 800 como treinador.

Outra protagonista da partida foi a árbitra francesa Stephanie Frappart, primeira mulher a apitar uma partida masculina na elite que decretou um pênalti de Adrián sobre Abraham na prorrogação que levou à disputa nas penalidades máximas.

EQUILÍBRIO
O Liverpool teve boas chances no início, mas foi o clube de Londres que abriu o placar por meio de Giroud, maior artilheiro da última edição da Liga Europa, que superou o goleiro Adrián após um passe de Christian Pulisic.

O próprio Pulisic marcou um gol pouco depois, mas foi anulado por impedimento após revisão do VAR.

Klopp não perdeu tempo e colocou em campo o brasileiro Roberto Firmino, que surpreendentemente havia começado a partida no banco de reservas.

Com seu trio mágico em campo, o Liverpool empatou por meio de Mané após um passe de Firmino.

E o atacante senegalês colocou os Reds na frente soltando uma bomba já na prorrogação. Foi seu 19º gol em 2019.

Mas a alegria não durou muito já que o pênalti de Adrián cometido em Abraham convertido pelo italiano de origem brasileira Jorginho levou a decisão para os pênaltis.

Os dois times foram acertando suas cobranças, até que o jovem atacante inglês Tammy Abraham, de 21 anos, chutou e Adrián defendeu com o pé direito.

Dois meses e meio depois da apoteose da Liga dos Campeões, o Liverpool de Jürgen Klopp voltou a comemorar mais um título europeu.

Já o novo técnico do Chelsea, Frank Lampard, terá que esperar para conquistar seu primeiro título como treinador.

A última Supercopa europeia conquistada pelo Liverpool havia sido em 2005. Agora os 'Reds' somam 13 troféus europeus sendo que quatro Supercopas (1977, 2001, 2005 e 2019)

Istambul foi o palco do épico título da Liga dos Campeões em 2005, quando os Reds chegaram ao empate com o Milan (3x3) após estarem perdendo por 3x0 e em seguida venceram nos pênaltis.

Os ingleses pretendem repetir a dose em 2020, quando a final da Champions também será disputada na cidade turca.

Veja também

Jairzinho pede desculpa por mandar bandeirinha “lavar roupa”
Futebol

Jairzinho pede desculpa por mandar bandeirinha “lavar roupa”

De volta ao batente, Paulinho mantém foco para ficar à disposição
Santa Cruz

De volta ao batente, Paulinho mantém foco para ficar à disposição