Liverpool e Tottenham duelam pela 5ª rodada do Inglês

Os 'Reds' estão na liderança da competição, enquanto os Spurs pretendem subir da quinta colocação

Salah marcou na vitória do Liverpool Salah marcou na vitória do Liverpool  - Foto: AFP

O Liverpool, líder do Campeonato Inglês por pequena margem no saldo de gols, visitará neste sábado o Tottenham, quarto na tabela, no principal jogo da quinta rodada, que ainda terá Chelsea e Watford defendendo a condição de times com 100% de aproveitamento, ambos atuando em casa.

A equipe do goleiro Alisson, do volante Fabinho e do atacante Roberto Firmino tem 12 pontos e saldo de gols positivo de oito, o que a coloca na frente dos dois concorrentes que também venceram as três partidas até o momento.

O trio de brasileiros fechou a lista de reapresentações ao técnico alemão Jürgen Klopp, após os amistosos envolvendo seleções. O comandante dos 'Reds' só pode contar na quinta-feira com os três, que atuaram terça-feira à noite, nos Estados Unidos, na vitória dos pentacampeões sobre El Salvador por 5x0.

O alemão, no entanto, admitiu que Fabinho ainda não atuará como titular contra os 'Spurs', já que o volante e lateral-direito de origem ainda está se ambientando ao clube, aos companheiros e ao futebol inglês. Klopp, no entanto, não divulgou a escalação, em que é esperada a ausência de alguns destaques, devido a partida de terça-feira, com o Paris Saint-Germain, pela Liga dos Campeões.

O Tottenham, por sua vez, entrará em campo no Estádio de Wembley, de olho em se reabilitar da derrota sofrida para o Watford, na rodada passada, por 2x1. Com o resultado, o time londrino acabou deixando de ter aproveitamento de 100% e ficou três pontos atrás dos líderes, na quinta colocação.

Para o jogo, o técnico argentino Mauricio Pellegrino tem dois problemas, o goleiro francês Hugo Lloris e o meia Dele Alli, ambos lesionados. O atacante sul-coreano Son Heung-min voltará a estar disponível, após a conquista do título dos Jogos Asiáticos, que o liberou de prestar serviço militar no país natal.

Segundo na tabela, com 12 pontos e sete gols de saldo, o Chelsea receberá neste sábado o Cardiff. Apesar da campanha impecável, a equipe comandada pelo italiano Maurizio Sarri, assustou a torcida na rodada passada, ao bater o Bournemouth por 2x0, com gols no fim da partida.

O time galês, por sua vez, tentará alcançar a primeira vitória na competição, em que só conseguiu dois empates em quatro jogos. Com dois pontos até o momento, o time treinado pelo veterano Neil Warnock é o 16º colocado, dois postos acima da zona de rebaixamento.

Leia também:
Federação inglesa pode ceder Wembley ao Tottenham até 2019
Campeonato Inglês testará VAR em 15 partidas desta temporada 

Destaque no início da temporada, o Watford terá outro peso pesado pela frente nesta quinta rodada. Neste sábado, a equipe do goleiro Gomes, que vem ficando no banco de reservas, receberá o Manchester United, que é só o décimo na tabela, com seis pontos.

O jogo acontece em meio as especulações de demissão do técnico português José Mourinho, se os Diabos Vermelhos não derem mostras que brigarão pelo título. Para piorar, o lateral-esquerdo inglês Luke Shaw, que retornou recentemente de lesão, será desfalque por causa de uma concussão.

Quarto colocado, o Manchester City é mais um dos candidatos a erguer o troféu que entrarão em campo neste sábado. Os comandados pelo espanhol Josep Guardiola, que tem dez pontos, receberão o Fulham que aparece na 13ª colocação, com quatro pontos.

O Arsenal, nono, jogará no mesmo dia, mas, fora de seus domínios. Os comandados pelo espanhol Unai Emery, que marcaram seis pontos até o momento, visitarão o Newcastle, 18º e antepenúltimo do Inglês, com apenas um ponto.

Ainda no sábado, jogam Bournemouth e Leicester, além de Huddersfield e Crystal Palace. No domingo, o Wolverhampton recebe o Burnley, e o Everton pega o West Ham em Liverpool. Já na segunda-feira, Southampton e Brighton encerram a rodada.

Veja também

Maycon Cleiton pode deixar o Santa após pré-Nordestão
Futebol

Maycon Cleiton pode deixar o Santa após pré-Nordestão

Rafael Nadal alcança 800 semanas no Top-10 do tênis mundial
Tênis

Rafael Nadal alcança 800 semanas no Top-10 do tênis mundial