Futebol

Liverpool x Real Madrid na final da Champions, um novo episódio da rivalidade anglo-espanhola

Oito dos últimos dez títulos da Liga dos Campeões foram conquistados por ingleses ou espanhóis

Salah, Liverpool, e Benzema, Real MadridSalah, Liverpool, e Benzema, Real Madrid - Foto: Paul ELLIS / AFP e JAVIER SORIANO / AFP

O duelo Liverpool x Real Madrid na final da Liga dos Campeões, no dia 28 de maio em Paris, será um novo episódio deste clássico do futebol europeu: pela terceira vez os dois gigantes se encontram na decisão do maior torneio de clubes do continente, depois das edições de 1981 e 2018. 

A rivalidade anglo-espanhola pelo trono europeu está servida.

- Dois velhos conhecidos -
A final será uma emocionante batalha tática entre os 'Reds' de Jürgen Klopp e os 'merengues' de Carlo Ancelotti. 

A primeira final entre os dois neste torneio foi exatamente em Paris, no Parque dos Príncipes, e depois o Liverpool venceu por 1 a 0 em 1981, com um gol no fim de Alan Kennedy (81). 

O Real Madrid se vingou em 2018 em Kiev, onde uma dobradinha de Gareth Bale levou a equipe branca ao seu 13º título de campeão europeu. Na ocasião, Zinedine Zidane venceu Jürgen Klopp (3 a 1), que um ano depois conseguiu comemorar com o Liverpool, erguendo o 'Orelhuda' com uma vitória por 2 a 0 sobre o Tottenham em 2019.

Desde a partida na Ucrânia, Real Madrid e Liverpool se enfrentaram no ano passado nas quartas de final e a equipe espanhola se saiu melhor (3 a 1 e 0 a 0), antes de cair nas semifinais. 

No total, em oito jogos da Copa dos Campeões Europeus/Liga dos Campeões, o saldo é favorável para o Real Madrid com quatro vitórias, três derrotas e um empate.

- Finais memoráveis -
A virada do Real Madrid sobre o Manchester City nesta quarta-feira (3 a 1 na prorrogação) impediu uma final 100% inglesa em Paris, como aconteceu no ano passado, quando o Chelsea venceu o próprio Manchester City. 

Além das duas finais anteriores entre Liverpool e Real Madrid, a rivalidade anglo-espanhola nas finais da Liga dos Campeões é marcada por Barcelona e Manchester United, que também se enfrentaram duas vezes (2009 e 2011), em ambos os casos com uma vitória para os catalães. O astro Lionel Messi marcou um gol em cada uma dessas duas finais. 

O Barcelona já havia triunfado em uma final da Liga dos Campeões alguns anos antes contra um time inglês, em 2006, com uma vitória por 2 a 1 sobre o Arsenal, em Paris.

- Hegemonia compartilhada -
Seja o Real Madrid ou o Liverpool a levantar a 'Orelhuda' no Stade de France, uma tendência terá se perpetuado: Espanha e Inglaterra compartilham oito dos últimos dez títulos da Liga dos Campeões e mantêm um duelo emocionante pelo domínio do continente no futebol de clubes. 

No retrospecto histórico, o Real Madrid é quem predomina claramente, com 13 títulos no torneio mais importante da Europa. O Liverpool tem 6 taças e vai tentar diminuir essa distância. 

No futebol espanhol, Real Madrid (13 títulos) e Barcelona (5) dividem os sucessos das equipes da LaLiga nesta competição. Na Inglaterra, o equilíbrio é mais plural e seus quatorze títulos na Copa da Europa/Liga dos Campeões foram conquistados por cinco clubes diferentes. 

Das 67 edições realizadas desde 1956, em 33 o campeão foi inglês ou espanhol, já contando esta temporada de 2021-2022.

Veja também

Olimpíadas: França estreia no futebol masculino com vitória sobre os EUA
PARIS 2024

Olimpíadas: França estreia no futebol masculino com vitória sobre os EUA

Boxe: pernambucana Carol Naka confessa superstição: 'pé direito'
Olimpíadas

Boxe: pernambucana Carol Naka confessa superstição: 'pé direito'

Newsletter