Magrão pega 33º pênalti no Sport e ganha elogios dos adversários

O pênalti defendido por Magrão foi o segundo do goleiro no Brasileirão 2018

Magrão defendeu um pênalti diante do CruzeiroMagrão defendeu um pênalti diante do Cruzeiro - Foto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco

Ídolo, mito, paredão... Essas são algumas formas que a torcida do Sport chama o goleiro Magrão. Neste sábado (08), o arqueiro foi um dos grandes responsáveis pelo empate sem gols entre Sport e Cruzeiro. Aos 41 minutos do segundo tempo, Raniel cobrou pênalti e Magrão pulou firme para defender a cobrança. No total, já são 33 pênaltis defendidos com a camisa do Leão. Aos 41 anos, ele ainda não dá sinais de que pensa em se aposentar. “Fico muito feliz em colocar mais esse pênalti para na conta, mas o mais importante foi ajudar o Sport a não perder o jogo”, comentou Magrão.

Esse é o segundo pênalti que o goleiro defende neste Brasileirão 2018. O primeiro também foi nos minutos finais da partida e essencial para o resultado do duelo. Ainda no Primeiro Turno, o Sport conseguiu uma vitória heroica diante do Palmeiras por 3x2, no Allianz Parque. Isso porque no último minuto de jogo, Magrão defendeu uma cobrança de Keno e segurou os três pontos.

Experiente e otimista, o arqueiro acrescentou que enxergou uma evolução na equipe leonina, além de preferir comemorar o ponto conquistado do que lamentar os três pontos que poderiam vir com uma vitória. “Os três pontos eram muito importantes por ser um jogo em casa, mas o empate suado, com essa entrega do time também é para ser comemorar. O time melhorou, jogou mais concentrado. Jogou dois tempos de forma equilibrada”, avaliou Magrão.

Leia também:
 Magrão pega pênalti no fim e garante empate do Sport
Sport quer superar desfalques e o Cruzeiro para deixar a Z4

Enquanto isso, os companheiros eram só elogios ao experiente arqueiro leonino. “O nosso 'São Magrão' entrou em ação mais uma vez. É um excelente goleiro e foi fundamental nesse empate. Tem todo o mérito”, comentou Hernane Brocador. Até mesmo os adversários rasgaram elogios a Magrão. “Claro que quando acontece contra a gente eu não gosto, mas é muito gratificante ver um cara como Magrão jogando em alto nível ainda, ainda mais com a história que ele tem no Sport”, declarou Fábio, goleiro do Cruzeiro.

Veja também

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada
Handebol

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno
Sport

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno