Balanço na Rede

José Neves Cabral

ver colunas anteriores
Milton volta para tentar sanear clube em momento difícil
Milton volta para tentar sanear clube em momento difícilFoto: Kleyvson Santos/Folha de Pernambuco

Uma posse é sempre cercada de expectativas, num clube como Sport então... A ansiedade do torcedor vai à estratosfera. Milton Bivar assume nesta quarta-feira a presidência executiva e vai encarar um gestão pior do que a que deixou no início de 2009 para Sílvio Guimarães. Lembro que o médico, falecido em 13 de maio de 2014, teve de fazer ginásticas para arrumar a casa, vendeu até carnês parcelados com ingressos da Libertadores para arrecadar dinheiro e manter as contas em dia. Na surdina, Sílvio dizia aos amigos que Milton, quando lhe ofereceu a presidência, havia lhe "apresentado" Vera Ficher, envolta num manto, mas que, ao tomar posse, e retirar o manto, descobriu outra personagem, protagonista de um filme de terror.

Pois é. Milton volta para tentar sanear o clube num momento difícil. O Sport terá um ano de obstáculos a superar. Ele terá de fazer o clube recuperar seu prestígio em nível nacional, buscando, novamente, uma vaga na Série A. Antes, terá de montar um time, desfeito com a saída de vários jogadores após a queda para a Série B. Não acredito que seja tarefa fácil, pois agora o clube não contará com gordo aporte financeiro da verba de tevê. O valor caiu de cerca de R$ 45 milhões para R$ 8 milhões. Se com o valor maior, o time encerrou a temporada aos baques, devendo cerca de três meses de folha salarial, o que esperar de uma temporada em que a receita cairá quase 80%?

Resta ao presidente colocar os pés no chão. Contratar jogadores com salário dentro da nova realidade e procurar fazer um meticuloso trabalho de observação para tentar descobrir valores em equipes da região. O Nordestão é um boa oportunidade para fazer essa busca por novos talentos. Pena que, este ano, o Leão não vai disputar porque o presidente que está saindo decidiu que não valia a pena disputar a competição.

Difícil prever aqui se Milton terá êxito na sua segunda gestão como presidente. Na primeira, foi campeão estadual duas vezes (2007/08) e conquistou o título da Copa do Brasil. Mas vale lembrar que, em 2006, quem assumiu a vice-presidência de futebol foi Homero Lacerda. Ele conseguiu negociar com o Atlhetico Paranaense a vinda de jogadores como Durval, Igor, Rodriguinho, Wellington e Anderson Aquino, todos importantes na conquista do título. Posteriormente, ainda trouxe Fumagalli e Carlinhos Bala. E, em 2007, Romerito. Depois Homero deixou o clube, mas a base do time que conquistaria a Copa do Brasil já estava formada.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: