Uninassau dá adeus à LBF após disputada série de três na semifinal
Uninassau dá adeus à LBF após disputada série de três na semifinalFoto: Divulgação

Não é dessa vez que Pernambuco será representado novamente na decisão da Liga de Basquete Feminino (LBF). Apesar do alto nível implementado em todos os jogos da série, o Uninassau/Cabo de Santo Agostinho perdeu na noite deste sábado (20), em Campinas, o último duelo diante do Veracruz/Campinas por 73x67 e está eliminado da competição. O confronto repetiu o equilíbrio dos outros encontros, mas a competência do time paulista prevaleceu. A final da LBF entre Veracruz e Sampaio Basquete está marcada para acontecer em agosto, após o pan-americano.

A forte marcação da equipe de Campinas ditou o início do jogo. Foram duas recuperações de bola nos primeiros dois minutos. As pernambucanas tinham dificuldades em explorar Érika no garrafão, jogada que rendeu muitos pontos em outros jogos. O rendimento abaixo resultou em nenhum ponto ou rebote da pivô no primeiro quarto. Restou para Ramona e Casanova procurarem arremessos de longa e meia distância. A efetividade determinou a vantagem de 16x12 para as mandantes.

Uninassau retornou mais objetivo, focando especialmente na velocidade do contra-ataque aplicado pelas alas. A conversa do técnico Roberto Dornelas também funcionou na defesa, que bloqueou algumas chegadas do Veracruz. A eficiência, no entanto, continuou ao lado do time paulista. Quando a equipe pernambucana conseguiu virar o placar, dois arremessos de três realizados por Meli Gretter e Patty foram certeiros consecutivamente.

A deficiência no passe enfraquecia a construção ofensiva no lado visitante, mas a atuação de alto nível de Casanova compensava. A armadora cubana se sobressaía na quadra, tanto nos chutes de longe como nas arrancadas. O equilibrado primeiro tempo encerrou melhor para o Veracruz, com 36x35.

Na volta para o terceiro período, Gretter deu as caras outra vez nos arremessos de três. A argentina ganhava mais confiança em cada tentativa acertada, enquanto a Uninassau procurava solucionar os espaços encontrados pela armadora. O alto número de faltas executadas pelas paulistas obrigou a volta de Nádia para a quadra, que havia saído por lesão no primeiro quarto. Sterling e Érika fizeram mais da metade dos pontos no período para o time de Cabo, levando as pernambucanas à frente com 52x53.

O último e definitivo quarto se desenvolveu semelhante aos outros. Dificilmente sem sair da vantagem de um ponto, uma defesa focada e ataque eficiente eram essenciais para avançar na competição. A vantagem nos últimos minutos permitiu que o Veracruz pudesse controlar a bola e ter mais calma nas definições das jogadas. Faltando menos de dois minutos para terminar, oito pontos separavam as equipes. A pressa em concluir contribuiu para a marcação de Campinas, que usufruiu da experiência na reta final para poder disputar a finalíssima.


Leia também:

LBF: Uninassau perde, e decisão de vaga fica para sábado

Uninassau vence o Vera Cruz e sai na frente nas semis da LBF 

 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: