Gabriel Jesus converteu último pênalti, e deu a classificação ao Brasil
Gabriel Jesus converteu último pênalti, e deu a classificação ao BrasilFoto: Juan Mabromata / AFP

O Brasil superou seus traumas recentes e está garantido na semifinal da Copa América 2019. Com direito a muito sufoco, verdade seja dita. A Seleção Brasileira até fez uma boa apresentação, na noite desta quinta-feira (27), contra o Paraguai, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, mas esbarrava na retranca adversária. O resultado não poderia ser outro além do 0x0. Nos pênaltis, melhor para a equipe verde-amarela, que venceu por 4x3. Agora, o time comandado por Tite volta a campo na próxima terça-feira, 2 de julho, quando vai enfrentar o vencedor de Argentina x Venezuela.

Leia também:
Seleção movimenta mercado e mantém livre acesso a empresários
Tite critica pontaria do ataque e minimiza vaias
Dinheiro, não futebol, justifica Qatar e Japão na Copa América
Copa América abre lote de ingressos, mas não cita quantidade


Desde os primeiros minutos que o Brasil partiu para o abafa. Jogando em casa, com torcida a favor e buscando dar uma resposta aos críticos, os comandados do técnico Tite deixaram o Paraguai sem fôlego nos primeiros minutos. Só não contavam com a bem postada defesa paraguaia. Não bastasse o posicionamento correto dos adversários, ainda havia um paredão chamado Gatito Fernández. A primeira chance surgiu cedo, aos três minutos de jogo, mas Firmino bateu sem muita força e o goleiro rival segurou o arremate brasileiro sem maiores problemas.

A resposta demorou a vir, mas quando chegou foi para assustar os mandantes. Aos 28 minutos, Derlis González recebeu no segundo pau, dominou e mandou mesmo sem ângulo. Alisson salvou. Se na etapa inicial o Brasil foi nitidamente superior - a despeito da má pontaria -, no segundo tempo é que as diferenças se fizeram mais evidentes. Sobretudo por volta dos dez minutos, quando Balbuena fez falta em Firmino e foi expulso. Na cobrança, Daniel Alves quase marcou. Pouco depois, Everton infernizou a defesa adversária e cruzou. A bola sobrou para Gabriel Jesus, que mandou para fora.

Com um a mais em campo, o Brasil ficou com liberdade. No entanto, o Paraguai se fechou com segurança. E contou com um pouco de sorte também. Arthur, Firmino e Coutinho pararam em Gatito. Willian acertou a trave. A decisão foi para os pênaltis. Nas cobranças, Alisson defendeu o chute de Gómez. Na sequência, Willian fez. Almirón igualou. Marquinhos acertou. Valdez empatou. Coutinho mandou no canto e fez o terceiro. Rojas fez 3x3. Em seguida, Firmino mandou para fora. Por sorte, Derlis González também errou. Na última cobrança, Gabriel Jesus acertou e correu para o abraço.


FICHA TÉCNICA:

Brasil 0 (4)
Alisson; Daniel Alves (Lucas Paquetá), Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís (Alex Sandro); Allan (Willian), Arhur e Philippe Coutinho; Everton, Gabriel Jesus e Roberto Firmino. Técnico: Tite

Paraguai 0 (3)
Gatito Fernández, Piris, Balbuena, Gustavo Gómez e Alonso; Sánchez (Juan Escobar), Ortiz, Pérez (Rojas) e Arzamendia (Valdez); Almirón e Derlis González. Técnico: Eduardo Berizzo


Local: Arena do Grêmio (Porto Alegre/RS)
Árbitro: Roberto Tobar (CHI). Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Cláudio Rios (CHI).
Cartões amarelos: Alonso, Piris, Arzamendia (P); Filipe Luís, Roberto Firmino, Arhur (B)
Cartão vermelho: Balbuena (P)
Renda: R$ 10.352.430. Público: 48.211

Gabriel Jesus converteu último pênalti, e deu a classificação ao Brasil
Gabriel Jesus converteu último pênalti, e deu a classificação ao BrasilFoto: Juan Mabromata / AFP
Firmino teve pouco espaço contra o Paraguai
Firmino teve pouco espaço contra o ParaguaiFoto: Raul Arboleda/AFP
Everton "Cebolinha" se tornou xodó e a principal arma ofensiva da equipe de Tite
Everton "Cebolinha" se tornou xodó e a principal arma ofensiva da equipe de TiteFoto: Raul Arboleda/AFP
Arthur pouco produziu contra o Paraguai
Arthur pouco produziu contra o ParaguaiFoto: Juan Mabromata/AFP
Coutinho tenta tirar o Brasil do sufoco contra o Paraguai
Coutinho tenta tirar o Brasil do sufoco contra o ParaguaiFoto: Raul Arboleda/AFP

veja também

comentários

comece o dia bem informado: