Messi durante treino da Argentina
Messi durante treino da ArgentinaFoto: AFP

A Prefeitura de Bronnitsi distribuiu cerca de 500 ingressos para as crianças e pais que moram na região para o treino da Argentina, que acontece nesta segunda (11).

Mas o público em frente ao centro de treinamento da cidade a 55 quilômetros de Moscou é muito maior. Argentinos viajaram de Moscou para o local na esperança de que teriam acesso à atividade. Todas as seleções são obrigadas a fazer um treinamento aberto para os torcedores.
Leia também:
Argentina corta Lanzini por lesão no joelho
Messi diz que Argentina pode vencer qualquer um

O esquema de segurança montado é forte e os jornalistas receberam recomendação de chegar com duas horas de antecedência para passar por todas as revistas. O início do treino foi marcado para às 17h30 (horário local).

O tempo ensolarado ajudou. O treino de domingo (10) foi fechado para a imprensa porque foi realizado em um campo auxiliar do complexo usado pela seleção. O principal foi poupado por causa da chuva. Este espaço não comportaria a presença de jornalistas.

Torcedores argentinos viajaram direto de Buenos Aires para Bronnitsi para tentarem ver o treino. Apenas depois iriam para o hotel onde estão hospedados, principalmente em Moscou. A cidade onde está a equipe não oferece possibilidades de hospedagem. Houve problemas também para repórteres, barrados na entrada porque, segundo a AFA (Associação de Futebol Argentino), a lotação já estava esgotada e a Fifa havia limitado o número de pessoas permitida.

Bronnitsy não tem muitos sinais de Copa do Mundo, a não ser por cartazes colocados pela prefeitura. O treino desta segunda será a única possibilidade de ver ao vivo Lionel Messi e os demais jogadores.

"Há o preconceito de que os russos são frios e distantes, mas eles vão torcer pela Argentina. Em Bronnitsy, a Argentina é o time da casa", disse o embaixador argentino na Rússia, Ricardo Lagorio, que estava no centro de treinamento.

A principal lembrança na cidade referente à passagem argentina foi um mural pintado pelo artista russo Sergei Erofeev, que mostra Messi com a camisa da seleção, de braços cruzados.

Ao contrário dos demais treinos, este será aberto durante toda a sua duração. Os demais são liberados para a imprensa apenas nos primeiros 15 minutos. É pouco provável que Jorge Sampaoli faça qualquer trabalho tático. Sua principal dúvida na formação para a estreia é o comando do ataque. Sergio Aguero e Gonzalo Higuain disputam vaga no time titular para a estreia, no sábado (16), contra a Islândia.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: