Na Rússia, Messi busca o tão sonhado título com a seleção argentina
Na Rússia, Messi busca o tão sonhado título com a seleção argentinaFoto: Kirill Kudryavtsev/AFP

O futuro de Lionel Messi na seleção argentina depende essencialmente do desempenho nesta Copa do Mundo, revelou o craque nesta segunda-feira (11). Prestes a completar 31 anos, ele fala abertamente sobre uma possível aposentadoria da seleção após o Mundial na Rússia.

"Dependerá de como iremos, de como terminaremos (a Copa)", disse Messi ao jornal espanhol Sport, sugerindo em seguida que o desgaste recente com a imprensa influencia a sua decisão. "Chegar a três finais sem ganhar nos fez passar por momentos complicados com a imprensa, por causa das diferenças em ver o que significa chegar a uma final. Não é fácil, e temos que valorizar. O que importa é vencê-las, mas chegar lá não é fácil."

Leia também:
Companheiro diz que Messi não transparece pressão
Messi diz que Argentina pode vencer qualquer um
Novato na seleção, Meza vira titular da Argentina

As finais a que Messi se refere são da última Copa do Mundo, em 2014, e duas de Copa América, em 2015 e 2016. Pelo que o craque diz, novo fracasso na Rússia pode resultar em seu adeus à seleção argentina. Mas, e no caso de um título, qual seria a motivação de continuar? "A mesma, por mais que ganhe esse torneio na Rússia. Ganhei muitos títulos com o Barcelona e no ano seguinte a motivação era a mesma, com a ideia de voltar a ganhar. Com o Mundial seria o mesmo; não mudaria nada", garantiu o Camisa 10.

A Copa de 2018 é a quarta de Lionel Messi com a camisa argentina. Em 2006 e 2010 a equipe caiu nas quartas de final, mas na edição disputada no Brasil ele teve seu melhor desempenho, liderando a equipe à final com quatro gols e uma assistência. Na Rússia, Messi e a Argentina estreiam contra a Islândia, neste sábado (16). Os demais adversários do grupo D são Croácia (dia 21) e Nigéria (26).

veja também

comentários

comece o dia bem informado: