Lopetegui e Rubiales, na Rússia, antes da crise na seleção espanhola
Lopetegui e Rubiales, na Rússia, antes da crise na seleção espanholaFoto: Javier Soriano/AFP

Os jogadores mais veteranos da seleção espanhola tentaram manter Julen Lopetegui como treinador. Não achavam ser o momento de mudança, a dois dias da estreia da seleção na Copa do Mundo. O presidente da federação do país, Luis Rubiales, não lhes deu atenção e se livrou do técnico mesmo assim.

Sergio Ramos, Andres Iniesta, David Silva, Gerard Piqué, Sergio Busquets e Pepe Reina conversaram com o dirigente e solicitaram que ele deixasse o orgulho de lado e não fizesse uma mudança tão importante na comissão técnica. Lopetegui caiu nesta quarta (13) por ter aceitado assumir o comando do Real Madrid após a Copa do Mundo e sem informar a Real Federação Espanhola sobre o assunto. Ele tinha contrato com a seleção até a Eurocopa de 2020.

"A maneira como as coisas acontecem é importante. Não podemos ficar sabendo [da contratação] cinco minutos antes", se queixou Rubiales. Lopetegui deixou a concentração da equipe em Krasnodar e vai voltar para a Espanha. Apenas na chegada falará com a imprensa. O presidente não soube explicar como fica a questão da multa rescisória do treinador, de 2 milhões de euros (R$ 8,7 milhões).

Leia também:
Espanha anuncia Fernando Hierro como novo técnico da seleção
Espanha demite técnico na véspera da Copa do Mundo
Real Madrid anuncia Lopetegui como novo treinador
Espanha anuncia a renovação com técnico Lopetegui até 2020

O substituto de Lopetegui será o ex-zagueiro Fernando Hierro, 50, que já estava com a delegação espanhola em Krasnodar, onde acontecem os treinos, porque ocupa o cargo de secretário de seleções. A Espanha estreia no Mundial nesta sexta (15), contra Portugal, em Sochi.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: