Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do Recife
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do RecifeFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

O dia estava fechado. A expectativa de chuva acabou se confirmando um pouco mais tarde. Apesar de um clima inversamente proporcional ao costumeiro escaldante sol de início de tarde recifense, muitos torcedores procuraram calor humano para acompanhar o decisivo jogo entre Brasil e Sérvia. Pelo menos uma hora antes de a bola rolar na Arena Otkrytie, em Moscou, já não havia espaços, tanto nas pontes de acesso ao Recife Antigo, quanto em frente ao telão da Arena Nº1 no Cais da Alfandega. A invasão era justificável. Afinal existia um outro sentimento que predominava entre os brasileiros locais: a confiança. Parecia que o adjetivo “decisivo” não acompanhava aquele jogo na cabeça dos torcedores. Demorou pouco para essa realidade ser posta em campo.

Para manter a máxima de acumular classificações na primeira fase de Copa do Mundo, fato que se repete desde 1982, na Espanha, o Brasil precisava apenas de um empate. Algo simples, na teoria. Na prática, o que se via era uma Seleção perdendo chances de garantir logo um jogo tranquilo. Quando Marcelo sentiu a contusão na lombar, as mãos passaram a repetidas vezes enxugar as testas e as primeiras unhas começaram a ser ruídas.

O relógio foi passando. 10 minutos... 15 minutos... 25 minutos. O Brasil tocava de um lado para outro no campo de defesa, a espera de um espaço, e o silêncio foi ficando cada vez maior no Cais da Alfandega. Aos 30, Galvão Bueno informava: gol da Suíça. A vitória parcial sobre a Costa Rica pressionava ainda mais a Seleção, que caia para a segunda posição. Enquanto cálculos mentais iam sendo feitos, e olhos “secavam”, sem piscar, os constantes ataques da Sérvia, mais cinco minutos se passaram. Então a euforia tomou conta daquela irritante aflição. Gol do Brasil. “Esse Coutinho é f*da... Meu Deus”, exclamou aos berros um torcedor, enquanto era abraçado, já pouco incomodado com a cerveja derramada na hora da comemoração. E Coutinho, de fato, mereceu tamanho elogio, ao acertar aquele lançamento desconcertante na direção de Paulinho.

Até o final do primeiro tempo, a festa não foi atrapalhada pelos constantes ataques sérvios. Essa pressão, no entanto, não ficou reservada apenas para a reta final da primeira etapa. A parcial vitória era ameaçada, e os pernambucanos precisaram direcionar sua torcida para as defesas de Alisson. Aos 15, o medo foi total. Após a má rebatida do arqueiro, a bola sobrou na cabeça do centroavante Mitrovic. A finalização acabou ficando nas pernas de Thiago Silva, e voltou para Alisson. “Boa meu zagueiro! Nunca te critiquei”, disse outro torcedor. Mal sabia ele que o defensor seria o responsável por uma alegria ainda maior.

Leia também:
Brasil pode ter França, Argentina ou Uruguai até a semifinal
Marcelo vira o sétimo lesionado do Brasil no período da Copa
Técnico da Sérvia diz que Brasil é favorito e despista sobre Neymar

“Temos de se ligar nessas bolas levantadas na área aí, meu velho. Os caras são mais altos, tá ligado... Eita! Goooooolll, p*rra!” A surpresa que acabou interrompendo o comentário de outro torcedor aconteceu exatamente aos 22 do segundo tempo. Thiago Silva apareceu na pequena área da Sérvia e ampliou o marcador. 2x0. Não havia mais dúvidas. Apenas um desastre tiraria a Seleção das oitavas de final da Copa do Mundo. Por outro lado, a chuva acabou chegando. Mas ninguém quis saber dela diante daquele doce sabor de vitória. E a festa rolou até altas horas.

Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do Recife
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do RecifeFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do Recife
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do RecifeFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do Recife
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do RecifeFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do Recife
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do RecifeFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do Recife
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do RecifeFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do Recife
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do RecifeFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do Recife
Torcedores assistem ao jogo Brasil x Sérvia no Bairro do RecifeFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

veja também

comentários

comece o dia bem informado: