Daniel Alves, lateral-direito do São Paulo
Daniel Alves, lateral-direito do São PauloFoto: Nelson Almeida/AFP

O camisa 10 do São Paulo, Daniel Alves, criticou, na noite desta terça-feira (25), o discurso feito no mesmo dia pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que contrariou recomendações dos principais órgãos de saúde ao falar sobre a pandemia do novo coronavírus.

Para o jogador de 37 anos, o presidente deveria "prezar pelo bem do nosso país e do nosso povo". "É um momento muito difícil para o mundo e para nossa população, não devemos desfazer dessa situação", escreveu o atleta em sua conta no Instagram.

Em seu pronunciamento em rede nacional, Bolsonaro disse que a Covid-19 se trata de uma "gripezinha", criticou as medidas de quarentena adotadas por governadores e culpou a imprensa pelo que afirmou ser uma histeria.

Em 2018, após as eleições presidenciais, o lateral-direito da Seleção Brasileira havia publicado uma mensagem positiva com relação ao governo eleito, pedindo apenas que Bolsonaro recuasse com relação a algumas posições expressadas durante a campanha eleitoral.

Leia também:
Ao contrário do que disse Bolsonaro, passado de atleta não é garantia de proteção contra coronavírus
Vida de atleta não impediu campeão olímpico de sofrer com a Covid-19


"Que Deus abençoe nosso Brasil, nosso povo e sobretudo o nosso presidente... Que ele possa retificar algumas coisas que foram faladas na sua campanha e que possa tratar humanos como seres humanos, independentemente de opções sexuais, de posições sociais ou de qualquer outra coisa", escreveu Daniel Alves na ocasião.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: