Marta, atacante da seleção brasileira
Marta, atacante da seleção brasileiraFoto: Frank Fife/AFP

Após a eliminação na Copa do Mundo para a França, neste domingo (23), por 2x1, na prorrogação, a atacante Marta, em entrevista ao canal SporTV, falou, emocionada, sobre a necessidade de renovação no futebol feminino brasileiro. Para ela, esse Mundial pode ajudar a dar mais visibilidade à modalidade, mas é preciso também valorização das próprias atletas que assumirão a responsabilidade na equipe dentro em breve.

“A gente pede tanto apoio né? Mas a gente também precisa valorizar. Quando eu digo isso, é treinar mais, se cuidar mais, estar preparada para jogar 90 e mais 30 minutos. Não vai ter uma Formiga, uma Marta, uma Cristiane para sempre. Pensem nisso, valorizem mais, chorem no começo para sorrir no final”, disse a seis vezes melhor do mundo, que lamentou a eliminação, mas se disse orgulhosa pelo o que o time fez no torneio.

Vale lembrar que a seleção chegou ao Mundial desacreditada após uma sequência de nove derrotas em jogos amistosos e, neste domingo, fez uma partida de igual para igual, inclusive com chances de vitória, contra uma das consideradas favoritas ao título. A França tem em sua seleção a base do Lyon, time que tem seis títulos da Liga dos Campeões feminina e é apontado como o mais forte da Europa.

“É seguir em frente, de cabeça erguida. Tenho muito orgulho dessa equipe”, disse Marta, adiantando que, agora, o foco passa a ser os Jogos Olímpicos de Tóquio. “O primordial nesse momento é que todas as que estão aqui, as que passaram e as que pretendem estar na seleção entendam a importância da preparação cedo para uma Copa do Mundo, para uma Olimpíada. Não adianta fazer isso em meses. A gente já pensa na Olimpíada a partir de agora.”

Segundo o técnico Vadão, a renovação citada por Marta deve acontecer de forma mais expressiva após os Jogos de Tóquio. "Está acontecendo gradativamente (a renovação). Mas você não pode abrir mão de uma Marta, uma Cristiane, uma Formiga, para renovar tudo de uma vez. Isso é um processo que vai acontecer mais depois dos Jogos, para preparar um novo ciclo", disse. 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: