Ramon
RamonFoto: Anderson Stevens/Arquivo Folha de Pernambuco

Pela segunda vez, a Comissão Nacional de Clubes teve as propostas de redução salarial e reorganização de férias negadas pelo Sindicato dos Atletas de Pernambuco. De acordo com o presidente da entidade, Ramon Ramons, os jogadores que atuam no futebol local não aceitaram a sugestão de diminuição salarial de 25%. Antes, eles já haviam se posicionado contra a indicação de um decréscimo ainda maior nos vencimentos (50%). Os profissionais querem negociar seu contratos diretamente com seus respectivos clubes. Os campeonatos estaduais, regionais, nacionais e internacionais estão parados por conta da pandemia do novo coronavírus.

"Os atletas não querem resolver tudo de uma forma geral, mas sim com cada clube. Repassamos isso para a Fenapaf (Federação Nacional de Atletas Profissionais) e estamos aguardando o que eles vão decidir. O Sindicato está do lado dos jogadores e queremos que tudo se resolva da melhor forma", afirmou Ramon. A entidade ouviu atletas de Sport, Santa Cruz e Náutico sobre o assunto.

A Comissão Nacional de Clubes sugeriu em sua segunda proposta conceder férias de 20 dias aos atletas, entre 1º e 20 de abril. Os dias restantes de descanso seriam dados no final do ano, entre o Natal e o começo de 2021. A remuneção seria reduzida em 25%, levando em consideração o artigo 503 da CLT (Consolidação das Leis de Trabalho), que cita possibilidade da mudança contratual em "casos extremos e de força maior".

Por meio de uma rede social, o presidente da Fenapaf, Felipe Augusto, comentou o assunto. "Sobre a proposta apresentada pela Comissão Nacional de Clubes da sequência do cumprimento das obrigações contratuais durante o período da paralisação, informamos que a posição colhida dos sindicatos de classe e da grande maioria dos atletas, e remetidas à esta Federação, foi enviada oficialmente ao representante da Comissão, Mário Bittencourt. Reiteramos que o momento é de união de todos, pois juntos iremos ganhar este campeonato da saúde e da vida, nosso bem maior", publicou.

Na nova proposta da Fenapaf, os atletas pedem 30 dias de férias (entre 1 e 30 de abril), com pagamento integral do período e o terço constitucional até o dia 4 de maio, além de uma licença remunerada de dias 10 entre Natal e Ano Novo.

Leia também:
Sindicato dos atletas de PE tentará paralisação do Estadual
Sindicato dos atletas de PE rejeita proposta de redução nos salários

veja também

comentários

comece o dia bem informado: