Tumulto e correria no Clássico da Multidões no Ginásio Arrudinha
Tumulto e correria no Clássico da Multidões no Ginásio ArrudinhaFoto: Cortesia/Fora de Campo

O Santa Cruz entrou em quadra nessa quinta-feira (07) para encarar o Sport, pela segunda rodada da segunda fase do Campeonato Pernambucano de futsal Sub-20, no ginásio Arrudinha, dentro do Arruda. Mas o que deveria ser um espetáculo, terminou em tumulto e correria por parte das duas torcidas. Segundo informações passadas à Folha de Pernambuco, não havia segurança no ginásio no momento do jogo.

Com o Arrudinha lotado, torcidas de Santa Cruz e Sport protagonizaram mais um episódio de tumulto. O Sport vencia a partida por 1x0, em um jogo marcado pelo clima de revanche para os rubro-negros, que perderam os dois primeiros confrontos por 2x1 no mesmo Arrudinha e por 3x0, no Ginásio Jorge Maia, na Ilha do Retiro. No entanto, faltando 20 segundos para o árbitro apitar o fim da partida, o Leão fez o segundo gol e os jogadores foram comemorar com a torcida rubro-negra concentrada na ala visitante.

Segundo informações da mídia independente Fora de Campo à Folha de Pernambuco, dois integrantes da torcida do Sport comemoraram o gol fazendo o gesto do punho cruzado, símbolo da torcida organizada do clube.

Leia também:

Tensão cerca o decisivo Clássico das Multidões na Ilha
Confusões também deram tom ao Clássico das Multidões
PMs vão garantir segurança no Clássico das Multidões

Torcedores uniformizados do Santa viram os gestos e, a partir disso, iniciaram gritos que sinalizavam uma possível invasão da torcida mandante à área reservada aos visitantes. Cerca de vinte integrantes da torcida organizada do Tricolor, então, invadiram o espaço da torcida do Sport. Em seguida, momentos de muito corre-corre foram registrados e grande parte da torcida rubro-negra pulou a área de proteção e invadiu a quadra. O jogo foi paralisado, mas, apesar da confusão, não houve relato de agressão ou briga entre as duas torcidas.

A arbitragem optou por não acabar o jogo. A Polícia Militar foi acionada e depois de aproximadamente uma hora e vinte minutos a partida foi normalizada, faltando 20 segundos para o fim. 

De acordo com o presidente da Federação de Futsal de Pernambuco, Luiz Carvalho, a segurança da partida é de responsabilidade do clube mandante. “Foi um caso atípico, porque no futsal a gente nunca tem torcida organizada. Mas na competição, a responsabilidade com segurança dos jogos em casa é do mandante. A Federação reforça, e nossa responsabilidade maior são com as finais, que é quando a quadra passa a ser neutra”, disse.

Com a vitória, o Sport ultrapassou o Santa Cruz e tirou os 100% de aproveitamento da equipe coral.


veja também

comentários

comece o dia bem informado: