Sterling, atacante da Inglaterra
Sterling, atacante da InglaterraFoto: Cristina Quicler/AFP

A Uefa anunciou nesta terça-feira a abertura de um processo disciplinar contra Montenegro por "comportamento racista" de seus torcedores durante a partida das eliminatórias para a Eurocopa-2020 contra a Inglaterra, na segunda. As entidades disciplinares da Uefa se pronunciarão sobre o caso em 16 de maio.

Montenegro também será investigado por lançamento de objetos no campo, uso de elementos pirotécnicos, perturbação da ordem pública e acessos bloqueados por torcedores.

O técnico da Inglaterra, Gareth Southgate, que viu seu time vencer a partida por 5 a 1, denunciou gritos racistas contra seu jogador Danny Rose, enquanto o atacante Raheem Sterling respondeu aos xingamentos comemorando o gol marcado levando a mão à orelha diante da torcida local. "Escutei claramente insultos contra Danny Rose quando recebeu um cartão amarelo no fim do jogo", afirmou o técnico.

"Vamos nos assegurar que isso chegue à Uefa, porque é inaceitável. Temos que garantir o apoio a nossos jogadores", continuou."É preciso ser mais duro, punir os torcedores e que não possam mais voltar aos jogos. É preciso fazer algo que os faça pensar duas vezes", criticou por sua vez Sterling.

Caso os atos racistas sejam "confirmados" pela Uefa, a Federação de Montenegro garantiu que tomará "todas as medidas necessárias para identificar os indivíduos responsáveis".

Leia também:
Concorrência aumenta no Sport. Leandrinho ganha espaço
Anderson desponta em nova dança das cadeiras no gol do Santa

veja também

comentários

comece o dia bem informado: