Diego Pérez
Diego PérezFoto: Alessandro Neto/Cortesia

O secretário-executivo de Esportes do Estado, Diego Pérez, lamentou a decisão do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) de não realizar as modalidades coletivas nos Jogos Escolares da Juventude de 2020 - competição que, vale citar, ainda não tem realização confirmada pela entidade. A maior competição esportiva estudantil do Brasil terá dez modalidades individuais previstas inicialmente. Excepcionalmente, os esportes coletivos (futsal, voleibol, basquete e handebol) e as novas modalidades que estavam planejadas para integrar o programa (taekwondo e ginástica artística) não serão realizadas.

"Isso interfere diretamente no planejamento de escolas, equipes, atletas, treinadores e familiares. Não prejudica apenas no ponto de vista técnico, mas também na motivação dos jovens, gerando uma frustração grande tanto para quem estava se preparando para competir pela primeira vez nos Jogos como aqueles que atuariam pela última vez por conta da idade. Para eles, a competição é uma Olimpíada, um grande sonho. Se o Comitê tem como objetivo revelar talentos, essa decisão vai na contramão. Torcemos para que essa postura seja repensada", afirmou.

Ainda segundo Pérez, os Jogos Escolares de Pernambuco não serão cancelados - a abertura do campeonato estava programada para acontecer no dia 27 de abril, antes da suspensão das atividades por conta da Covid-19. "Vamos esperar o retorno das aulas para ver o melhor cenário. Temos várias opções de datas no calendário para começar a competição. Vamos realizar (JEPs) e manter um nível alto de excelência. Tivemos grandes resultados no ano passado e queremos fazer uma edição ainda melhor", frisou.

Leia também:
COB define modelo da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude
Olimpíada de Inverno da Juventude começa nesta quinta-feira

veja também

comentários

comece o dia bem informado: