Neymar brilhou na vitória do PSG na Champions League
Neymar brilhou na vitória do PSG na Champions LeagueFoto: FRANCK FIFE / AFP

Em uma noite mágica de Neymar, que marcou três gols, dois deles em lindas cobranças de falta, o Paris Saint-Germain obteve a primeira vitória nesta edição da Liga dos Campeões ao golear o Estrela Vermelha por 6 a 1 nesta quarta-feira (03), no estádio Parc des Princes.

Em um novo posicionamento, atuando com meia centralizado, Neymar foi protagonista mais uma vez e balançou a rede duas vezes no primeiro tempo, em uma belas batendo uma infração que ele mesmo sofreu. Cavani e Di María também marcaram antes do intervalo, e o PSG foi para o vestiário vencendo por 4 a 0.

Na etapa final, Mbappé fez um, Neymar acertou outra falta no ângulo, e Marin assinalou o de honra do campeão sérvio, dando números finais ao confronto. Com o terceiro gol, o camisa 10 igualou Kaká como brasileiro que mais vezes balançou as redes na Champions em fases finais, com 30. Rivaldo marcou 31, mas quatro deles em mata-matas preliminares.

Com o resultado, a equipe dirigida por Thomas Tuchel assumiu provisoriamente a liderança do grupo C, com três pontos e saldo melhor que o do Liverpool, seu algoz na estreia, há duas semanas. Ainda hoje, os 'Reds' visitarão o Napoli, que tem um ponto, mesmo número do Estrela Vermelha.

O principal desfalque do time da casa foi o lateral Daniel Alves, que ainda não se recuperou da lesão no joelho direito que o deixou fora da Copa do Mundo. Além disso, por opção do técnico Thomas Tuchel, o zagueiro Marquinhos ficou no banco. Assim, os únicos brasileiros entre os titulares do PSG foram o também defensor Thiago Silva e Neymar.

A goleada poderia ter começado a ser construída aos oito minutos do primeiro tempo, quando Neymar fez o chuveirinho, o goleiro afastou parcialmente e Mbappé bateu para o gol na sobra. A bola tirou tinta da trave.

Porém, a rede balançou pela primeira vez apenas aos 19, em falta sofrida por Neymar. O próprio camisa 10 foi para a cobrança com extrema categoria, não deu chances ao goleiro Bojan e fez 1 a 0.

A partir então, como se diz popularmente, "abriu a porteira". Três minutos depois, Rabiot roubou a bola e puxou o PSG para o ataque em velocidade. Neymar recebeu, tabelou com Mbappé e fez mais um.

Mesmo com a vantagem de dois gols, a equipe anfitriã não diminuiu o ritmo. Aos 26, Cavani aproveitou cruzamento da esquerda e cabeceou firme para boa defesa de Bojan. Dois minutos depois, Verratti ganhou no carrinho e deu para Neymar, que arriscou de fora, cedendo tiro de meta.

Até que aos 36 minutos, a defesa do Estrela Vermelha se enrolou na saída de bola, Cavani recuperou dentro da área, chutou de pé esquerdo e contou com desvio na defesa para aumentar.

Além de contar com grande atuação do trio formado por Neymar, Mbappé e Cavani, o PSG teve outros jogadores que também souberam tirar proveito das deficiências do campeão sérvio. Aos 41, Meunier cruzou de trivela, Di María escorou de primeira e assinalou o quarto.

Neymar quase marcou o quinto aos 45, e teria sido uma pintura. O craque dominou na esquerda da área, perto da linha de fundo, colocou entre as pernas de Degenek e soltou a bomba, mas Bojan conseguiu desviar para a linha de fundo.

O atual campeão francês voltou do intervalo disposto a balançar a rede mais vezes e pressionou nos instantes iniciais. Logo aos dois minutos, Bernat adiantou para Mbappé, que chutou rasteiro para defesa de Bojan com o pé. Em seguida, aos cinco e aos seis, Neymar finalizou duas vezes em passes do jovem francês, mas o arqueiro canadense interceptou novamente nas duas.
Leia também:
Neymar e PSG buscam primeira vitória na Champions
Neymar faz dois e PSG mantém 100% no Francês
"Não estou 100% da minha forma", diz Neymar

Abatido, o Estrela Vermelha praticamente só assistia ao PSG, que até diminuiu um pouco o ritmo, mas voltou a incomodar aos 20. Meunier levantou nas costas da zaga, e Di María emendou de primeira, mas ficou com o escanteio após desvio na zaga.

Na sequência, aos 24 minutos, a rede finalmente balançou na segunda etapa. Neymar abriu no fundo pela esquerda para Bernat, que devolveu para o meio da área. Mbappé teve apenas o trabalho de empurrar para a rede e também entrar para a lista de goleadores da noite parisiense.

Em um dos poucos vacilos da defesa da equipe mandante na partida, aos 28, o Estrela Vermelha fez o de honra. Ebecilio, que havia entrado instantes antes, fez ótima enfiada para Marin. Thiago Silva deu condições, Kimpembe perdeu na corrida, e o meia alemão marcou com um chute cruzado.

A noite, no entanto, era mesmo de Neymar, que sofreu falta na meia direita, aos 35 minutos. O próprio camisa 10 cobrou colocado, por cima da barreira, e acertou o ângulo esquerdo, sem a menor chance para Bojan, que só olhou. Logo após o gol, o brasileiro deixou o gramado sob aplausos para dar lugar a Draxler.

O time da casa ainda balançou a rede pela sétima vez, aos 38, mas foi assinalado impedimento de Cavani. O uruguaio, em condição legal, pegou o rebote de conclusão de Chupo-Moting.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: