Valdiram era morador de rua, e sofria com dependência química
Valdiram era morador de rua, e sofria com dependência químicaFoto: Divulgação/wscom

A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesse domingo (21) três suspeitos de participação no assassinato do ex-jogador do Vasco Valdiram, 36, que foi encontrado morto em Santana, na zona norte de São Paulo na última sexta (19). O corpo tinha sinais de ferimentos provocados por pauladas, segundo informações do Boletim de Ocorrência.

A determinação da causa da morte de Valdiram ainda depende da finalização do laudo do Instituto Médico Legal (IML), mas a polícia investiga o caso como homicídio simples. A vítima foi encontrada com vários hematomas por todo o corpo e rosto, como relata do Boletim de Ocorrência.

Leia também:
Caso Daniel: polícia prende primo dos Brittes e busca foragidos


Valdiram, que se destacou no futebol pelo Vasco em 2006 sendo artilheiro da Copa do Brasil, vivia nas ruas de São Paulo e sofria com a dependência química. Em 2015, após se converter evangélico, recebeu nova oportunidade no clube carioca, mas teve uma recaída e voltou às ruas.

No ano passado, depois de ter seu status de morador de rua revelado, o jogador recebeu apoio do Vasco e passou por uma clínica de reabilitação no Rio de Janeiro. Na ocasião, Valdiram foi encontrado nas ruas de Bonsucesso, bairro da zona norte do Rio. Ao se aposentar, o atleta chegou a virar pastor.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: