Chama olímpica
Chama olímpicaFoto: Divulgação

A chama olímpica ficará exposta para o público até o fim de abril na cidade de Fukushima, no Japão, onde permanecerá até ser transportada para a capital japonesa.
Guardada em uma espécie de lampião, a chama receberá japoneses e turistas, mas só se tomarem precauções com relação ao novo coronavírus.

"Para ajudar a prevenir a disseminação da Covid-19, pedimos ao público que venha usando máscaras para visitar a instalação. Temos o direito de negar a entrada de quem não usar máscaras. Pedimos aos que não se sintam bem ou tenham sintomas da doença, como febre e tosse, que não venham. É preciso manter uma certa distância de outras pessoas para evitar o risco de infecção", diz uma nota da organização.

Fukushima foi a cidade escolhida para o início do revezamento da tocha olímpica, que culminaria na cerimônia de abertura em julho deste ano. Os Jogos, porém, foram adiados para 2021 em razão da pandemia do novo coronavírus, o que interrompeu também a tradição do revezamento.

A escolha de Fukushima se deu para celebrar a recuperação da região, que em 2011 sofreu com o desastre da destruição de uma usina nuclear após um tsunami e um terremoto afetarem a cidade.

Leia também:
NFL prepara 'temporada normal e tradicional'
Saúde mental de atletas é prioridade após adiamento da Olimpíada

veja também

comentários

comece o dia bem informado: